Serviço Secreto – Lee Child:
Série: Jack Reacher #6
Editora: Bertrand
Número de páginas: 420
Classificação: 4/5

Resenha:
Esta resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores, e nem é necessário a leitura deles na ordem.

Quando vi a divulgação desse livro, me interessei, mas tentei ignorar por ver que era o sexto livro da série. Porém, a Bertrand nos disponibilizou ele e eu acabei resolvendo ler assim mesmo. Apesar de ser uma série, ele pode ser lido de forma independente, uma vez que as histórias são diferentes de um livro para o outro, só temos o mesmo personagem. Claro, é bem melhor seguir a ordem, já que você vai conhecendo melhor o personagem e tudo o mais, mas ler esse sozinho não estraga nada.

Aqui temos Jack Reacher, um ex-policial do Exército que vive uma vida simples, viajando sem destino, somente com a roupa do corpo e com poucos pertences. Reacher não tem casa, não tem celular, não tem cartão de crédito, e nem emprego. Vai vivendo do jeito que der vontade. E isso complica um pouco as coisas caso alguém o procure. Se não fosse pelos saques em sua conta corrente, M.I. Froelich nunca iria encontra-lo.

Froelich é a mais nova chefe de segurança do vice-presidente eleito, e alguém parece decidido a não deixa-lo nem tomar posse. Assim, ela decide contratar alguém de fora, sem que ninguém saiba, para testar sua segurança, encontrar potenciais falhas, e descobrir quem está por trás dessas ameaças. E imediatamente decide que Jack Reacher deve ser essa pessoa, mesmo que nunca o tenha conhecido. Ele será perfeito para o trabalho.

Assim, Reacher terá o trabalho de encontrar falhas no sistema de segurança montado por Froelich, e ela terá que se esforçar ao máximo para não deixa-lo encontrar nada. Além disso, eles terão que identificar essa ameaça, que cada vez mais parece um trabalho interno. Sem saber em quem confiar, Froelich vai ter que contar somente com a ajuda de Reacher e Neagley, antiga colega de Reacher no Exército, para resolver esse problema, antes que seja tarde demais.

E eles vão ter que correr contra o tempo se quiserem salvar o vice-presidente, porque as ameaças estão cada vez mais perigosas. E, mesmo seguindo pistas atrás de pistas, eles não se veem nem um pouco mais perto de descobrir o que realmente está acontecendo. A dupla que vem ameaçando-os, isto é, eles acreditam que seja uma dupla, parece estar sempre um passo a frente. Eles precisam parar de jogar na defesa e partir para o ataque, e logo.

Serviço Secreto é um livro que, mesmo não tendo me prendido completamente, me surpreendeu, e eu gostei. Não é o melhor livro que eu li do gênero, nem de perto, mas ainda assim é muito bom. E uma coisa que eu percebi é que o autor tem coragem de fazer o que quiser com os personagens, não interessa o quão importante eles forem para a história. E isso me surpreendeu bastante, teve um acontecimento que eu li e simplesmente não acreditei, tive que voltar para ler de novo e de novo.

A série Jack Reacher é grande, tem 20 livros publicados nos Estados Unidos, e esse é o sexto ou sétimo publicado aqui no Brasil. Fui dar uma olhada nos outros depois de ler esse e descobri alguns que já conhecia e que já tinha vontade de ler, mas nunca tinha dado muita atenção. Vou ver se agora consigo eles, porque o personagem é bastante interessante e acredito que vá gostar dos outros livros também.

A edição da Bertrand está muito boa, a capa é bonita, as letras possuem um tamanho agradável e não notei erros. Única coisa que não gostei muito foi a folha branca, prefiro as amareladas, porém é questão de preferência, e não atrapalhou a leitura. Gostei da história, gostei dos personagens, e indico a quem gosta de livros do estilo.

Série:
1. Dinheiro Sujo
2. Destino: Inferno
3. Alerta Final
4. Caçada às Cegas
5. Miragem em Chamas
6. Serviço Secreto


Tecnologia do Blogger.