A Caminho do Altar – Julia Quinn:
Série: Os Bridgertons #8
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 320
Classificação: 5/5

Resenha:
A Caminho do Altar é o oitavo e último livro da série Os Bridgertons. Apesar de ser uma série, não possui muitos spoilers a respeito dos livros anteriores, uma vez que cada um conta a história de um irmão. Eu sempre recomendo a leitura dos livros na ordem, porque acho que se aproveita melhor a leitura. Porém, eles podem ser lidos independentemente. Esta resenha não possui spoiler nenhum dos livros anteriores.

Quando comecei a ler Os Bridgertons, nunca imaginei que seria uma série tão incrível. Foi triste ler o último livro sabendo que não teria outro depois, mas a autora conseguiu fechar a história lindamente. Queria ter lido aos poucos, para durar mais, mas não aguentei. Assim que comecei, não larguei mais. Algumas horas depois, tinha terminado o livro todo. Julia Quinn conseguiu trazer uma história linda nesse livro, e ainda nos trazer um pouquinho de cada um dos personagens dos livros anteriores, e foi maravilhoso.

Em A Caminho do Altar temos Gregory Bridgerton, o sétimo filho da família Bridgerton, e o último solteiro. Gregory sempre acreditou no amor, afinal, seus pais se amavam, e cada um de seus sete irmãos encontrou o amor. Ele vivia esperando o amor de sua vida aparecer, sabia que a reconheceria imediatamente. E foi exatamente isso que aconteceu. Gregory a viu em uma festa na casa de seu irmão, e se apaixonou mesmo antes de conhecê-la.

Ela não corresponder ao seu amor não foi uma ideia que passou pela cabeça de Gregory, mas foi isso que aconteceu. Hermione Watson já está apaixonada por outro homem, e não dá a mínima para Gregory. Ele nunca pensou que, quando finalmente a encontrasse, ela fosse preferir outro homem. Mas ele não vai desistir, ele vai lutar para conquistá-la, para fazê-la sentir o que ele sente. E, para conquistá-la, ele vai ter a ajuda de Lucinda Abernathy, a melhor amiga de Hermione, que considera Gregory um partido bem melhor para a amiga do que o homem por quem ela está apaixonada.

E, assim, Gregory e Lucy vão passar cada vez mais tempo juntos, sempre com o objetivo de fazer Hermione enxergar Gregory, se apaixonar por ele. Porém, quanto mais tempo eles passam juntos, mais eles vão passar a conhecer um ao outro, enxergar um ao outro, e perceber que o que eles procuravam podia estar bem mais perto do que imaginavam. Mesmo que Lucy esteja prometida pelo tio a outro homem, eles não vão conseguir se manter afastados. E, ao final, terão que fazer uma escolha impossível.

Julia Quinn trouxe uma história que teve de tudo, romance, drama, comédia, amizade, amor, suspense, misturou mentiras, família, honra, sacrifício, desespero, tudo que se possa imaginar. Além disso, autora mudou um pouco nesse último livro. Aqui, a sra. Bridgerton, Violet, não apareceu muito, quem fez mais o papel de mãe foi a esposa do Anthony, e foi ótimo rever os personagens dos outros livros, deu vontade de correr reler tudo.

Não posso deixar de mencionar que passei o livro inteiro vendo referências a outros livros, principalmente Harry Potter. Como se Hermione Watson (Hermione Granger/Emma Watson, deu um nó na minha cabeça) não bastasse, ainda tivemos um Neville desastrado, e diversos outros sobrenomes que lembravam outros livros. Não acho que tenha sido proposital, mas foi muito legal ir percebendo isso durante a leitura.

A edição da Arqueiro está linda, como de todos os outros livros da série. Segue o padrão, com a diagramação simples mas bonita, caprichada, a capa combina com as outras, e eu não notei muitos erros de digitação nem concordância. Adorei. A Caminho do Altar fecha lindamente essa série, e eu recomendo a todos que gostam de romances de época a leitura dessa série.

Série:
1. O Duque e Eu (resenha)
2. O Visconde Que Me Amava (resenha)
3. Um Perfeito Cavalheiro (resenha)
4. Os Segredos de Colin Bridgerton (resenha)
5. Para Sir Phillip, com Amor (resenha)
6. O Conde Enfeitiçado (resenha)
7. Um Beijo Inesquecível (resenha)
8. A Caminho do Altar.


Tecnologia do Blogger.