Os Bons Suicidas – Toni Hill:
Série: Inspetor Héctor Salgado #2
Editora: Tordesilhas
Número de páginas: 392
Classificação: 4/5

Resenha:
Os Bons Suicidas é o segundo livro da série Inspetor Héctor Salgado. Ele pode ser lido independentemente, porém eu aconselho muito a leitura de O Verão das Bonecas Mortas antes, já que Os Bons Suicidas dá continuidade ao caso do sumiço de Ruth, a ex-mulher do inspetor, começado no livro anterior. Você não irá ficar muito perdido se não tiver lido o primeiro, já que o autor explica de novo, mas aproveitará muito mais se tiver lido.

Comecei a ler Os Bons Suicidas meio perdida, já que faz uns dois anos que li o primeiro, e não me lembrava do que acontecia. Porém, o autor foi recapitulando, e acabei me lembrando mais ou menos do que tinha acontecido, e acredito que consegui acompanhar bem o caso. Peguei o livro para ir lendo aos poucos e, quando vi, estava acabando, completamente viciada. Toni Hill traz uma história envolvente, diferente, e muito bem desenvolvida.

Temos como personagem principal Héctor Salgado, um inspetor que vive com o filho adolescente, e que não consegue ter paz por não conseguir descobrir o que aconteceu com a ex-mulher, que sumiu repentinamente. Aqui temos o investigador sendo chamado de madrugada para investigar um aparente suicídio. Porém, a medida que vão investigando mais e mais, ele vai perceber que pode não ter sido um suicídio comum, e que há muito mais por trás dessa história do que ele pensou inicialmente. Alguns meses antes, outro funcionário da empresa se suicidou, sem nenhum motivo aparente, depois de assassinar a mulher e a filha. E os dois se conheciam.

E, quanto mais o inspetor vai investigando, mais ele vai encontrar conexões, além de um grupo de funcionários que se negam a compartilhar o que sabem, mesmo sendo óbvio que foi algo que aconteceu com todos eles que desencadeou tudo isso. Mesmo sendo evidente que eles mesmos podem estar em perigo. O que eu achei mais interessante é que o autor joga tanta coisa na história que você fica sem saber o que pensar, tem tanto motivo, tanta informação que parece importante, que você não consegue chegar a conclusão nenhuma. Ao mesmo tempo, ele consegue deixar tudo tão explicado, que mesmo esse tanto de informações não fica nem um pouco confuso.

Em paralelo temos a investigadora Leire Castro, que está de licença maternidade e, enquanto o bebê não nasce, resolve investigar por conta própria o sumiço de Ruth, sem deixar o inspetor saber. Ela acredita que um novo par de olhos possa contribuir para o caso, um par de olhos de alguém que nunca chegou a conhecer Ruth. Assim, ela poderá ser imparcial, e poderá seguir por lados que nem passaram pela cabeça do inspetor, já que ele já a conhecia e provavelmente desconsiderou coisas que eram comuns na vida de Ruth.

Os dois casos não se interligam, seguem separados durante o livro inteiro, o que normalmente é ruim, pois muitos autores não conseguem manter as duas histórias interessantes e envolventes. Porém, Toni Hill faz isso muito bem, o caso novo é interessantíssimo, prende totalmente a atenção, e o caso da investigadora, que dá continuidade ao primeiro livro, continua ótimo, trazendo um gancho maravilhoso para o encerramento do caso no próximo livro. Apesar de achar a história de O Verão das Bonecas Mortas bem mais interessante, acho que o autor desenvolveu melhor a história nesse segundo livro, o que melhorou ainda mais a série no geral e me deixou doida para ler o próximo livro, que felizmente a Editora Tordesilhas me disponibilizou e eu vou poder ler em seguida.

A edição da Tordesilhas está maravilhosa. A capa é linda e combina com a história, a diagramação é bem simples mas muito bem feita, e eu não notei erros graves. O que mais me agrada nessa edição é o tamanho das letras, que é maior do que o normal, deixando a leitura extremamente fácil e nem um pouco cansativa. Isso, juntando com a narrativa viciante do Toni Hill, faz com que você leia o livro inteiro sem nem perceber. Recomendo sim, mas recomendo a leitura da série inteira na ordem correta, o que vai deixar os livros ainda melhores.

Série:
1. O Verão das Bonecas Mortas (resenha)
2. Os Bons Suicidas
3. Os Amantes de Hiroshima (resenha).


Tecnologia do Blogger.