Enquanto Bela Dormia – Elizabeth Blackwell:
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 368
Classificação: 4/5

Resenha:
Tenho que confessar que solicitei esse livro para a Editora Arqueiro sem nem prestar muita atenção sobre o que ele era. Achei a capa linda, percebi que era uma recontagem de contos de fada, e pronto, decidi que queria ler. Não parei para pensar que era uma recontagem de A Bela Adormecida (apesar de ser extremamente óbvio pelo título). Fui perceber isso somente quando o livro chegou e fui ler a sinopse. Mas foi uma ótima surpresa, já que, apesar de não ser a minha preferida, a história da Bela Adormecida é uma história que eu adoro, e a que mais me lembra a minha infância.

Aqui temos a história contada não pela princesa, mas por sua dama de companhia, Elise. Desde pequena, Elise sonhava em trabalhar no castelo. As histórias que a mãe contava eram maravilhosas, e ela nunca entendeu como a mãe pode deixar tudo para trás para se casar com seu pai, um homem pobre, grosso e que definitivamente não gosta da filha. Porém, ela vai descobrir que tudo tem uma explicação, e vai precisar seguir em frente.

Após perder a mãe e quase todos os irmãos para a varíola, Elise parte para a cidade, em busca de um trabalho no castelo. E, uma vez lá, ela vai subir rapidamente, logo assumindo o posto de criada pessoal da rainha Lenore. E sua devoção pela família Real só vai crescer depois disso, ela vai fazer de tudo para proteger e servir a essa família. Mesmo que isso signifique enfrentar a tia do rei, Millicent, uma mulher perigosa, que não vai poupar esforços para conseguir o que quer.

Nessa recontagem, Millicent vai usar seus “poderes mágicos” para ajudar a rainha Lenore com seu problema de infertilidade. Mas essa “ajuda” vem com um preço. A rainha começa a ser cada vez mais influenciada por Millicent, e a não ouvir mais ninguém. Cansado disso, o rei expulsa a tia do reino logo após o nascimento de sua filha. Mas isso vai provocar um ódio inigualável em Millicent, que, como vingança, amaldiçoará a vida da princesa.

E essa ameaça vai fazer com que a princesa Rosa cresça cercada de cuidados exagerados, com pessoas sempre a sua volta cuidando de sua segurança, sem poder ir a qualquer lugar sozinha. O medo que a rainha tem de que Millicent consiga fazer algum mal a sua filha faz com que ela se isole, e, por consequência, isole Rosa também. A rainha confia em poucas pessoas para cuidar de sua filha, e Elise é uma delas.

Elise esteve lá por Rosa desde que ela nasceu, e seu amor por aquela criança só vai crescer com o tempo. Sua devoção pela família real é absoluta, Rosa é como uma irmã para ela. E ela não vai deixa-la, por nada, aquela família é sua prioridade. E é por isso que, quando a ameaça de Millicent finalmente se concretiza, a rainha Lenore não vai pensar duas vezes antes de confiar à vida de sua filha à Elise. E Elise vai fazer tudo o que puder para proteger Rosa.

Enquanto Ela Dormia é uma história maravilhosa. Nota-se perfeitamente todas as referências à história original, ao mesmo tempo em que a autora cria uma história tão inovadora, tão diferente. Gostei muito. Os personagens são todos tão bem construídos, cada um com suas características que, ao mesmo tempo em que são tão parecidos com os originais, são tão diferentes. Elise é uma personagem incrível, é lindo ver a lealdade que ela tem por aqueles que ama, ela deixa a própria vida de lado para garantir a felicidade deles.

Eu não tinha expectativas sobre esse livro, mas me surpreendeu bastante. A edição da Arqueiro está maravilhosa. A capa nem precisa ser comentada, é óbvio que foi feito um excelente trabalho com ela, perfeita. A diagramação do livro está muito bem feita, e eu não notei erros durante a leitura. Para quem gosta de releituras de contos de fada, esse é um excelente livro, vale muito a pena.


Tecnologia do Blogger.