Oii! Faz tempo que eu não faço um post desses, já que estava tentando cumprir minha meta de férias. Bom, como as férias terminaram (e eu até que consegui cumprir bem a meta: apesar de não ter lido tudo, li oito livros dos treze escolhidos), não tenho mais uma meta definida, mas continuo com milhões de livros para ler sem saber qual ler primeiro. Assim, vou colocar três livros aqui, e quero ajuda para escolher qual deles leio assim que terminar os de parceria.

Sinopse: O cadáver de uma jovem cientista descoberto na jaula de um centro de estudos de primatas, provavelmente espancado por um chimpanzé. Os restos mortais de uma família de neandertais, assassinada por um primitivo homem de Cro-Magnon, achados no topo de uma montanha nos Alpes. O assassino de crianças Gregory Carnot encontrado morto em sua cela, na cadeia. Um ginecologista especializado em genética selvagemente assassinado dentro de casa. Que elo invisível une esses crimes atrozes, cometidos com trinta mil anos de diferença? Os policiais Lucie Henebelle e Franck Sharko se lançam numa investigação em conjunto. Destroçados pelas terríveis experiências que compartilharam, devorados e estimulados pelo ódio, Lucie e Sharko seguem a trilha da Evolução das espécies, num suspense arrebatador que os conduzirá às origens do Mal.

Terminei ontem de ler o primeiro livro dessa série, A Síndrome E, e adorei. A narrativa é um pouco pesada, o livro é bem diferente do que estou acostumada, mas gostei bastante. E a sinopse desse parece ainda mais interessante, mal posso esperar para ler.

Sinopse: Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo. Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.

Um romance de época tinha que estar na lista, né? Acabei escolhendo por esse porque é o que estava nos meus desejados a mais tempo, além de que tenho praticamente toda a série, então decidi começar por ele. Mal posso esperar para ler essa história, e espero que seja mais um romance de época maravilhoso.

Sinopse: Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito. Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes. Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.

Faz alguns anos que li Lola e o Garoto da Casa ao Lado, e mais anos ainda desde que li Anna e o Beijo Francês, mas mesmo assim não me esqueci deles. Stephanie Perkins escreveu dois livros lindos, pelos quais sou completamente apaixonada, e eu tenho certeza de que Isla não vai ficar para trás. Não sei porque ainda não o li, mas pretendo fazer isso logo.

Esses são três livros que eu quero muito ler, e que eu não sei escolher qual pegar primeiro. Pretendo ler os de parceria agora nessa próxima semana e depois posso pegar esses, será que consigo? Já leram algum desses? Recomendam? Tem vontade de ler?



O Último dos Canalhas - Loretta Chase:
Série: Canalhas #4
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 304
Classificação: 4/5

Resenha:
O Último dos Canalhas é o quarto livro da série, porém, apesar de os personagens do livro anterior aparecerem bastante (não sei sobre os anteriores porque não foram lançados aqui), não há necessidade de ler eles na ordem, já que são livros independentes. Eu recomendo a leitura desse após a leitura de O Príncipe dos Canalhas, mas não estraga nada ler esse sozinho, já que os spoilers são óbvios.

Aqui temos Vere Mallory e Lydia Grenville como personagens principais. Vere vem de uma família enorme, porém que vem acompanhada quase que de uma maldição. Seus pais morreram quando ele era criança, sendo seguidos por seu tio, seus primos, e até mesmo seu sobrinho. Isso contando só os parentes mais próximos. E é assim que Vere acaba se tornando o duque de Ainswood, mesmo estando inicialmente tão longe da linha de sucessão.

Lydia teve uma vida difícil, desde pequena. Sua mãe morreu logo depois que a irmã nasceu, e seu pai nunca foi um bom pai, nem mesmo uma boa pessoa. Acabou indo morar com os tios, mas desde sempre entendeu que precisaria se virar sozinha. Agora, adulta, ela se mantém trabalhando como jornalista em um pequeno jornal. Lydia escreve sobre as injustiças do mundo, sobre os problemas sociais, e não vê problema nenhum em atacar diretamente alguma pessoa.

Mas ela não se contenta só em escrever sobre os problemas sociais. Lydia faz o que pode para ajudar as pessoas, principalmente em relação às jovens que chegam sozinhas a Londres em busca de uma vida melhor, e que muitas vezes acabam caindo nas mãos de uma cafetina, que as obriga a se prostituir. E é justamente em uma tentativa de resgatar uma jovem que ela acaba conhecendo o duque de Ainswood. E ele é exatamente o que ela esperava que fosse.

Um homem que não se importa nem um pouco com os outros, e que usa seu título como desculpa para desprezar as pessoas. Um homem que poderia fazer uma diferença enorme no mundo, mas que prefere continuar com sua vida sem se importar com nada. Um perfeito canalha. Assim, eles acabam começando uma discussão, que acaba gerando uma plateia. E, na frente de toda aquela plateia, querendo cala-la, Vere a agarra e a beija. Mas as coisas não saem como planejadas, e ele acaba nocauteado por ela, na frente de todas aquelas pessoas.

Uma coisa que Vere não suporta é ser ridicularizado, e ele jura se vingar, manchando a reputação dela. Ele achou que seria fácil fazê-la se apaixonar por ele, mas vai descobrir que Lydia não é uma mulher comum. Ela sabe se defender muito bem e, principalmente, atacar de volta. E assim eles vão provocar um ao outro, atacar um ao outro, até finalmente perceberem que estão os dois completamente apaixonados um pelo outro.

Gostei bem mais desse livro do que do anterior, aqui a autora trouxe bem mais história. Temos personagens secundários muito bem trabalhados e que possuem suas próprias histórias desenvolvidas ao longo do livro, temos personagens lutando de todas as formas contra as injustiças da sociedade, temos investigação, perigo, sequestro, luta, além de romance, surpresas, competições, e tudo o que se puder pensar. Além disso, a autora ainda trouxe os personagens de O Príncipe dos Canalhas para a história, e encaixou eles perfeitamente nesse livro.

A edição da Arqueiro está ótima, a capa combina bem com a história, a diagramação está boa, no mesmo padrão que a do livro anterior, e eu não notei erros de revisão nem nada que atrapalhasse a leitura. O Último dos Canalhas é um livro muito bem feito, a autora conseguiu colocar muita coisa na história e, mesmo assim, não deixou nada exagerado. Quem gostou do anterior com certeza vai amar esse, e mesmo quem não gostou tanto assim vale a pena ler, esse é muito melhor.

Série:
1. The Lion’s Daughter
2. Captives of the Night
3. O Príncipe dos Canalhas (resenha)
4. O Último dos Canalhas.



Tecnologia do Blogger.