Para Sir Phillip, com Amor – Julia Quinn:
Série: Os Bridgertons #5
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 288
Classificação: 4/5

Resenha:
Para Sir Phillip, com Amor é o quinto livro da série Os Bridgertons. Apesar de ser uma série, não tem muitos spoilers a respeito dos livros anteriores, já que cada um conta a história de um irmão. Eu sempre recomendo a leitura dos livros na ordem, porque acho bem melhor. Porém, essa resenha não possui spoiler nenhum dos livros anteriores.

Todo mundo sabe o quanto eu amo essa série, não é? Adorava a Eloise nos livros anteriores, e morria de vontade de conhecer a história dela. Porém, a sinopse de Sir Phillip, com Amor não me chamou a atenção. Não me fez ter vontade de ler. Claro que li mesmo assim, afinal, era um livro da série os Bridgertons, mas se fosse um livro individual eu provavelmente não teria lido. Gostei, claro, não tem como não gostar, mas para mim não foi tão bom quanto os outros livros.

Eloise é a quinta filha da família Bridgerton, e até sua mãe já aceitou o fato de que provavelmente ela nunca irá se casar. Não por falta de oportunidades, claro, mas porque ela simplesmente rejeitava pedido após pedido. O que ninguém sabia era que Eloise não recusava os pedidos só por recusar. Depois de ver o casamento dos pais, os casamentos dos irmãos e irmãs, Eloise só queria um casamento como o deles. Ela queria um casamento por amor. E ela não iria abrir mão disso, mesmo que precisasse ficar solteira para sempre.

Mas ela teria sua vez. E ela se apresentaria da maneira mais inusitada possível. Afinal, se apaixonar pelo marido da prima falecida, alguém que nunca viu, e que apenas se correspondeu por cartas não é uma coisa muito comum. Mas Eloise não é comum. E ela não vai deixar isso abalá-la. Ela vai lutar por sua felicidade, mesmo que para isso tenha que fugir de casa e ir atrás de alguém que nem conhece de verdade.

E Sir Phillip vai surpreendê-la, pois ele não é nada como Eloise esperava. Na verdade, ele é exatamente o contrário de tudo o que ela esperava. E ela tem certeza que ele nunca mencionou que tinha filhos, e isso não é uma coisa que uma pessoa possa ignorar. Ao conhecer Sir Phillip, Eloise tem certeza de que tudo foi uma perda de tempo, que ela nunca poderia se apaixonar por um homem como ele. Mas ela não é uma pessoa que desiste fácil, então vai dar uma nova chance para eles.

Uma chance para que os dois se conheçam de verdade. Uma chance para que eles possam descobrir coisas boas a respeito um do outro, não só as ruins. Uma chance para que eles possam se apaixonar. Afinal, a preocupação de Sir Phillip pode ser somente encontrar uma mãe para seus filhos, mas Eloise não está buscando somente isso. Ela quer um casamento como o de seus pais e irmãos. Ela merece isso. E ela vai fazer de tudo para descobrir se Sir Phillip pode dar isso para ela.

Como eu disse no início, não estava tão animada assim com esse livro. Sir Phillip não me chamou a atenção. Mas mesmo assim o livro foi lindo. Vemos um homem que foi destruído primeiro pela criação que o pai o deu, e depois pela mulher que não se importava com nada. Vemos um homem que não sabia como agir com os filhos, que não sabia como viver. E vemos uma mulher cheia de vida como Eloise chegar e mudar, não somente a vida deles, como a vida dela também.

Para Sir Phillip, com Amor segue o mesmo padrão dos livros anteriores da série. Capa linda, diagramação super bem feita, revisão impecável, tradução ótima, e assim vai indo. Uma edição muito bem feita pela Editora Arqueiro. É uma série que eu recomendo sempre, linda, emocionante, e que te faz torcer, não somente pelo protagonista, mas pela família toda. Já estou ficando triste que já passou da metade da série, tem só mais três irmãos, vou sentir falta. A escrita da Julia Quinn é viciante, você lê o livro de uma vez, sem nem perceber. Recomendo bastante.

Série:
1. O Duque e Eu (resenha)
2. O Visconde que Me Amava (resenha)
3. Um Perfeito Cavalheiro (resenha)
4. Os Segredos de Colin Bridgerton (resenha)
5. Para Sir Phillip, com Amor
6. O Conde Enfeitiçado (resenha)
7. Um Beijo Inesquecível (resenha)
8. A Caminho do Altar (resenha).


Tecnologia do Blogger.