Oi! Esse semestre inteiro foi decepcionante em relação as leituras, não consegui ler nada direito. E em novembro não foi diferente. Achei que seria mais tranquilo, mas foi bem o contrário. Maas, finalmente está acabando. Só tenho mais duas provas, e aí férias! Mal posso esperar, principalmente porque vão ser bem longas (apesar de, com o tanto de livro que eu tenho pra ler, tanto de série que eu tenho pra ver, tanto de filme que eu tenho pra ver... não vai ser tão longa assim não rs). Mas, vamos a minha única leitura do mês.

1. A Primeira Chance – Abbi Glines (resenha):
Sou completamente viciada nessa série da Abbi, e até hoje não descobri o porquê. Esse livro foi o mais fraquinho de todos até agora, mas ainda assim é bem viciante. Gostei de conhecer melhor os personagens, que já eram conhecidos dos outros livros, e já quero saber como vai ser o resto da história rs.

Então, essa foi a minha única leitura do mês. Não entrou como favorito, então não tem favorito do mês. Agora em dezembro estou planejando muitas e muitas leituras, já comecei a montar a lista dos livros que vou levar na viagem, mas está difícil, porque quero ler todos ao mesmo tempo. Espero colocar em dia um pouco das minhas leituras até que as aulas voltem e a correria volte toda de novo rs. E vocês, conseguiram ler bastante nesse mês de novembro? E já planejaram as leituras das férias?


A Primeira Chance – Abbi Glines:
Série: Chance #1 e Rosemary Beach #7
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 224
Classificação: 4/5

Resenha:
A Primeira Chance é o sétimo livro da série Rosemary Beach. Apesar de ser o primeiro da série Chance e não apresentar tantos spoilers do outros livros da série Rosemary Beach, se você pretender ler os livros anteriores eu recomendo que leia na ordem, pois esse mostra bastante os personagens dos outros livros. Porém, ele pode ser lido independentemente sem problemas.

A Primeira Chance conta a história de Harlow Manning e Grant Carter. Harlow é uma garota tímida e quieta, que prefere se isolar no seu quarto com seus livros e que não dá trabalho ao pai, o astro do rock Kiro, que, por sinal, a ama. Grant é o cara que se envolveu com Nan, a meia-irmã detestável de Harlow. Harlow e Grant já possuem uma história, mas a garota não vai se deixar enganar de novo por ele.

Harlow chega a Rosemary Beach para passar uma temporada na casa onde Nan mora, que também é sua, por conta da turnê de seu pai. Determinada a viver em paz, Harlow decide evitar Nan o máximo que conseguir, já que as duas não se suportam. Porém, evitar Grant vai ser mais difícil que isso. Principalmente quando ela dá de cara com ele saindo do quarto de Nan.

Grant percebeu que poderia se apaixonar facilmente por Harlow, e isso o assustou. Decidindo se afastar dela, ele acabou voltando a se envolver com Nan. Porém, ver Harlow de novo vai fazer com que ele se arrependa profundamente do que fez. E vai ser tarde demais, porque Harlow não vai querer mais nada com ele.

Então eles vão começar esse jogo, Grant tentando convencer Harlow a dar a ele mais uma chance, e Harlow tentando evita-lo a qualquer custo. Porque ela sabe que, se deixa-lo se aproximar de novo, ela não vai conseguir resistir a ele, nem mesmo depois do que ele fez. Porque ela já se apaixonou por ele uma vez. E é dessa forma que eles vão ficar, até um deles mudar de ideia.

Harlow é uma garota que, por ser filha de Kiro, já sofreu muito com garotos que ficavam com ela para conhecer a banda de seu pai, então ela começou a se isolar, a se afastar de todos. Grant é o primeiro que parece se interessar por ela mesma e, mesmo sabendo do relacionamento dele com Nan, Harlow acaba se dispondo a dar uma chance a ele. Grant é o típico cara que, por mais que tente fazer as coisas certas, acaba fazendo sempre tudo errado. Mas ele faz o melhor que pode, e dá para ver que as intenções dele são corretas, ele só não “amadureceu” ainda o suficiente.

Os dois personagens são completamente diferentes, mas que acabam combinando. Como a Abbi Glines não pode deixar a história só no romance, ela sempre tem que trazer algum drama junto, e nesse caso temos o segredo da Harlow, algo que influencia em toda a sua vida. Além disso, temos uma questão relacionada à família dela, que vai mudar tudo o que ela acreditava. E vamos ver como ela e Grant vão lidar com tudo isso.

A Primeira Chance intercala o passado com o presente, contando aos poucos como foi o relacionamento deles antes e como está sendo agora, e a autora consegue mesclar a história de uma forma ótima, te envolvendo completamente nas “duas histórias”, querendo saber o que aconteceu antes e o que vai acontecer agora. A edição da Arqueiro está maravilhosa, como em todos os outros livros dessa série, e mantém o padrão deles. Apesar de eu ainda preferir a série Sem Limites, a história desse também é muito boa, e eu recomendo a leitura.

Série:
1. Paixão Sem Limites (resenha)
2. Tentação Sem Limites (resenha)
3. Estranha Perfeição (resenha)
4. Amor Sem Limites (resenha)
5. Simples Perfeição (resenha)
6. Rush Sem Limites (resenha)
7. A Primeira Chance.
8. Mais uma Chance
9. Para Sempre Minha.




Oii! Hoje resolvi mudar um pouquinho e falar de seriados, já que também sou viciada neles rs. Achei uma tag bem legal no Blog da Juh Claro sobre seriados, e fiquei morrendo de vontade de responder. Espero que gostem!

10) Miss it – 3 séries que acabaram e você sente saudade
Hart of Dixie: Ela foi finalizada lindamente, isso é uma coisa da qual não posso reclamar. Mas é uma daquelas séries que eu assistiria por muitas outras temporadas sem nenhum problema.
Friends: Essa não podia ficar de fora. Ao contrário da maioria das pessoas, eu não passei minha infância/adolescência assistindo. Muito pelo contrário, comecei a ver bem tarde. Mas isso não diminui o amor por essa série maravilhosa, sempre que está passando na TV não resisto.
Happyland: É uma série extremamente pouco conhecida, mas que bastou poucos episódios para me prender completamente. É uma fofura, e foi uma pena ter sido cancelada com tão poucos episódios.

09) Best scenes – 3 cenas marcantes
Castle: Beckett e Castle finalmente ficam juntos! (assista)
Greys Anatomy: Lexie e Mark na queda do avião, a cena foi linda, mas até hoje não me conformo (assista)
The Vampire Diaries: Damon devolve o colar para a Elena e diz que a ama, e depois faz com que ela esqueça (assista)

08) Best Cast – Elenco favorito

07) Comfort Show – Sua série “conforto”
Jane the Virgin: Antes dela começar estava determinada a não gostar, já que ela entrou no lugar de Hart of Dixie. Mas é impossível não se apaixonar por essa série, ela é tão fofa, engraçada, leve, simples. Tem de tudo nela, e me divirto muito assistindo.

06) I Quit – uma série que você desistiu
Gotham: Não desisti exatamente, ela foi ficando para trás, acumulando episódios e mais episódios... e ficou por aí. Quero muito voltar a vê-la, mas não está em nenhum plano próximo.

05) Geladeira – a próxima série que quero assistir
Chicago Fire: É uma série que eu nunca tive muita curiosidade em ver, mas ando vendo propagandas dela no facebook da equipe que legenda a série e acabou dando vontade de ver. Só não sei quando isso vai acontecer rs.

04) Quote on Repeat – Quote inesquecível
Grey's Anatomy: Cristina falando com a Meredith sobre o Derek!
03) Ship it – 3 ships inesquecíveis
Booth e Bones, de Bones: Existe casal mais perfeito?
Mark e Lexie, de Grey’s Anatomy: Ainda choro toda vez que me lembro deles.
Zoe e Wade, de Hart of Dixie: Fofos demais, lindos demais.

02) Best Characters – 3 personagens icônicos
Não entendi muito bem o que era para ser um personagem icônico, então resolvi escolher os meus personagens preferidos.
Alex Karev, de Grey’s Anatomy: Como não amar o Alex? Melhor personagem atualmente em Grey’s.
Bones, de Bones: Bones é incrível, e o melhor é ver que, mesmo com o crescimento da personagem ao longo das temporadas, ela não deixou de ser ela, só melhorou.
    
Regina Mills, de Once Upon a Time: Evil Queen se transformou na melhor personagem dessa série, e não é de hoje.

01) Watching it – 3 séries do momento
Quantico: Comecei a ver sem esperar muita coisa, mas viciei desde o primeiro episódio e estou sempre doida para ver o próximo. Não sei o que pensar sobre ela, cada episódio é uma nova reviravolta, e fico doida morrendo de curiosidade.
The Vampire Diaries: Eu fui uma das que não desistiu de TVD, e agora agradeço por isso. A série está maravilhosa, melhor do que nunca, na minha opinião. A Iza e a Camilla já não aguentam mais eu tentando convence-las a voltar a assistir.
The Mysteries of Laura: Não consigo enjoar de séries policiais, e essa é especial. Super leve e engraçada, me prendeu de um jeito que é uma das primeiras na lista para assistir quando o final de semana finalmente chega rs.

Então, o que acharam? Tentei colocar séries diferentes em cada resposta, mas algumas acabaram sendo repetidas. Vocês assistem alguma dessas? Concordam com as minhas respostas? Quem quiser responder a Tag sinta-se indicado, só não esqueça de deixar o link aqui para eu dar uma olhada :)

Obs.: Ignorem o exagero de gifs, me empolguei e queria colocar milhões rs.


Tecnologia do Blogger.