Sonhos Despedaçados – Ellie James:
Série: Libélula da Meia-Noite #1
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 320
Classificação: 4/5

Resenha:
Eu nunca tinha prestado muita atenção em Sonhos Despedaçados, até que li uma resenha e descobri sobre o que se tratava, e fiquei morrendo de curiosidade sobre essa história que parecia tão incrível. Ao mesmo tempo, fiquei com um pouco de medo, e acabei enrolando um pouco para ler. Mas, quando peguei para ler, li tudo de uma vez. Não parei. É completamente viciante.

Trinity Monsour é uma garota que acabou de chegar a New Orleans para viver com a tia, depois da morte da avó, com quem morava desde que os pais sofreram um acidente e morreram, quando ela era pequena. Tudo é novo para ela, já que vivia em uma casa isolada com a avó. Ela nunca frequentou uma escola. Ela nunca teve muitos amigos. Mas Trinity está se esforçando, tudo o que ela quer é uma vida normal.

E é com esse objetivo que ela vai sair a noite com uns colegas da escola, e entrar em uma casa antiga e abandonada no meio do nada. Mesmo que ela tenha a enorme sensação de que não é uma boa ideia, ela vai. E o que ela vai ver naquela casa vai assombra-la para sempre. Tudo pode ter sido uma brincadeira de mau gosto naquela noite, mas Trinity sabe mais. Ela viu. Mais cedo ou mais tarde, uma das garotas vai desaparecer.

Só que Trinity não vai ficar parada, mesmo Jessica tendo sido tão má com ela. Ela não vai deixa-la abandonada. Ela vai usar o que sabe para ajudar a encontra-la, não importa o quão louca ela possa parecer. Mas, o que Trinity não percebe é que, quanto mais informações ela dá a polícia, mais suspeita ela parece. Pois como ela pode saber o que aconteceu com Jessica, a não ser que estivesse lá?

Nesse primeiro livro, vemos uma garota que não conhece nada de seu passado, de sua herança, chegar a New Orleans, a cidade onde nasceu, e começar a descobrir coisas que nunca imaginou. Vemos essa garota tentar usar da melhor forma possível o terrível “dom” que ela possui, tentar tirar algo bom de lá. E vemos ela tentar entender quem realmente é. É apenas o início de uma história que ainda tem muita coisa para contar.

E é por isso que terminei Sonhos Despedaçados meio confusa. Eu não sabia que o livro fazia parte de uma série, e ele não terminou nem perto de como eu queria que fosse o final. Ficou faltando um monte de detalhes para serem explicados, e personagens que pensei que seriam importantes não tiveram tanto destaque. Aí depois descobri que era uma série, e tudo fez sentido. Estou muito curiosa pelos próximos livros, pois a história tem bastante potencial. Recomendo.

Sobre a edição da Novo Conceito, está linda. A capa é bem bonita, e a diagramação está muito bem feita. A única reclamação que tenho é sobre a revisão. Achei muitos erros, nomes trocados, algumas frases sem sentido, e isso acabou me incomodando. No mais, a história é interessantíssima, e eu estou bem ansiosa para ler o resto da série. Eu gostei, acho que, para quem gosta de livros com suspense, com um pouco de sobrenatural, vale a pena ler.

Série:
1. Sonhos Despedaçados
2. Broken Illusions
3. Fragile Darkness.


6 Comentários

  1. Oi Adri!
    Esse não é bem o gênero que mais leio e já li resenhas positivas e negativas sobre o livro, então não sei se leria... Eu também gosto bastante dessa capa, é uma pena que a revisão tenha deixado a desejar.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evelise! Acho que as opiniões são bem divididas mesmo. Fui ler sem esperar tanta coisa, então já ajudou para eu gostar tanto. Se você resolver ler, tomara que goste :)

      Beijos

      Excluir
  2. Em todas resenhas que vi classificaram o livro como mediano, mas pela sinopse eu acho que gostaria de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Míriam! Acredito que a história apresentada nele tem bastante potencial, e tenho muitas expectativas para a continuação. Esse, sendo o primeiro, ficou bem apresentando a história, e acho que confunde um pouco porque em nenhum momento ele dá indicação de fazer parte de uma série (pelo menos eu não percebei), tem até epílogo no final, aí acabamos ficando meio decepcionados porque o final é fraco. Depois, sabendo da continuação, melhora bastante. Tomara que você goste :)

      Beijos

      Excluir
  3. Esses livros andam sendo muito comuns, me lembrou demais A Desconstrução de Mara Dyer e Black Bird, todos com uma sinopse igual com pessoas sofrendo de esquecimento ou suspense envolvendo sobrenatural, comprei esse livro muito ansioso para ler, ainda não o fiz, mas mesmo assim tendo o primeiro volume fraco, espero que o segundo seja mais claro, o problema é a previsão da Novo Conceito que demora um pouco com as continuações.
    O que acontece na casa e o dom dela me deixam muito curioso em relação a como isso será desenvolvido, New Orleans me faz ter grandes ideias de cenário e Trinity me lembra Dexter...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi David! Também pensei que fosse me lembrar bastante de A Desconstrução de Mara Dyer, mas nem me lembrou, acredita? Acho que Mara mexe mais com questão de magia, de ela não ser exatamente humana, algo assim, e esse pega mais como se ela fosse comum e só tivesse um dom de ver algumas coisas no futuro, sei lá. Me lembrou Ecos da Morte, isso sim. Mas eu gostei da história, tem bastante potencial, o problema é, como você falou, a demora para sair a continuação. Tomara que você goste!

      Beijos

      Excluir

Tecnologia do Blogger.