Aconteceu em Paris – Molly Hopkins:
Série: Evie Dexter #1
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 480
Classificação: 3/5

Resenha:
Fazia muito tempo que eu queria ler esse livro, desde que a Novo Conceito lançou, mas o tamanho acabou me atrasando, fui dando prioridade a outros livros e esse ficou esquecido. Mas final do ano passado finalmente peguei ele, e acabou que não demorei tanto para ler. Não é um livro excelente, mas a história é legal. Acho que se ele tivesse metade do tamanho seria melhor, mas mesmo assim foi bom.

Evie acaba de ser demitida de seu emprego e está super endividada, vive com a amiga e não sabe o que fazer. Então, ela tem a ideia de ser uma guia turística. Viajar de graça, conhecer lugares novos, e ainda ser paga por isso. É perfeito. Só tem o detalhe de ela não saber nada sobre o assunto, e não conhecer os lugares, como irá ser uma guia? É o que sua amiga lhe diz, mas Evie não está nem aí, ela quer esse emprego, e irá consegui-lo.

E é assim que Evie acaba tendo a ideia de incrementar um pouco seu currículo, uma coisinha ali e outra aqui não vai fazer muita diferença, afinal, ninguém vai conferir. Dessa forma, Evie se vê contratada como guia para a próxima viagem para Paris. Ela vai se preparar o máximo que conseguir, mas ela não é uma guia, nunca estudou para isso, e não conhece Paris, então terá que improvisar. Com tudo pronto, mala feita, passaporte separado, enfim chega o dia.

Mas é claro que as coisas não vão ser tão fáceis. Evie acaba trancada para fora de casa com todas as suas coisas dentro. Ela não sabe o que fazer, só que precisa chegar até o ônibus. Então ela acaba indo até lá sem documento, sem dinheiro, sem fazer a menor ideia do que fazer. E é dessa forma que ela conhece Rob, o motorista do ônibus da agência de turismos.

Rob, um cara lindo que vai fazer de tudo para ajuda-la. Incluindo esconde-la no banheiro quando eles passam pela alfândega, porque Evie está sem o passaporte, claro. Rob sabe tudo sobre o roteiro, e vai ajuda-la a guiar as pessoas por Paris. Mas ele logo vai perceber que Evie tem um talento para isso, porque ela consegue se livrar de cada situação e inventar histórias que até ele quer acreditar.

Evie e Rob vão se ver cada vez mais envolvidos, viajando juntos pelas românticas ruas de Paris e se apaixonando, ao mesmo tempo em que guiam turistas por roteiros mais inovadores e diferentes possíveis, com histórias inesquecíveis. E Evie vai sentir que finalmente encontrou seu lugar, sua vocação, seu futuro. As coisas não poderiam estar melhores... Mas nem sempre vão ficar assim.

Como eu disse no início da resenha, acredito que se o livro tivesse metade do tamanho teria sido muito melhor. Ele chegou a ficar cansativo, porque você lê e lê e lê e tudo dá certo, não tem nenhuma reviravolta. Isso só vai acontecer lá para frente, quando você já cansou da história, e você pensa: isso devia ter vindo umas 100 páginas antes. Não tenho como negar que a história é boa, mas algumas atitudes de alguns personagens foram me irritando, e isso acabou meio que estragando a história para mim.

A edição da Novo Conceito é boa, eu não gostava muito da capa mas acabei me acostumando e hoje até a acho bonita. A diagramação está bem caprichada, e eu não me lembro de muitos erros de ortografia nem de digitação. A história de Aconteceu em Paris é boa, mas precisa de paciência para ser lida, porque ela demora demais para acontecer. Indico para aqueles que gostam de romance e que têm muita paciência.

Série:
1. Aconteceu em Paris
2. Aconteceu em Veneza.


10 Comentários

  1. Oie
    Eu também fiquei curiosa logo que o livro foi lançado, mesmo sem gostar muito da capa, mas depois li algumas resenhas negativas e acabei me desanimando. Na verdade o que mais chamou minha atenção é a protagonista ir para Paris, porque eu sempre quis conhecer a cidade, mas a leitura vai ficar para depois...
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evelise! A história é até legal, mas o livro é tão grande que você se sente sendo enrolada, sei lá. Se você ler, tomara que goste :)

      Beijos

      Excluir
  2. Oi Adri realmente a historia e mtoo lindaa, tbm odeio livro mto grosso que se resumisse as paginas nao falam nda demais só prolongam coisas que poderiam falar em apenas uma pagina.. as vezes tudo explicadinho da ate desanimo, mais a historia parece ser mtoo fofa, gostei dmais da resenha, fiquei com vontade de lê-lo bjoos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elenita! Você se sente enganada pela autora, sei lá, sendo enrolada. Mas a história é bem bonitinha, tomara que você goste :)

      Beijos

      Excluir
  3. Bom paciência é o que eu não tenho mais. A premissa da história é bem legal e parece super divertida. Foi isso que me deixou com vontade de ler mas sei que vou me irritar porque não ando muito paciente com livros enrolados. Talvez se tiver a oportunidade dou uma chance para a leitura.
    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Greice! Também não ando com paciência para histórias enroladas, e pior é que acabei com praticamente todos os livros finos da minha estante rs. Aí fico com medo de pegar os mais grossos e achar enrolado e não conseguir terminar rs. Tomara que você goste, se ler :)

      Beijos

      Excluir
  4. Comprei o Aconteceu em Veneza porque gostei muito da sinopse, só depois descobrir que ele era o segundo volume deste aqui. Acabei que não o li ainda porque não comprei aconteceu em Paris. Li a sinopse e gostei, mas toda resenha que leio me desanima a comprá-lo. Sua resenha foi a que menos me deixou desaminada. Acho que vou comprá-lo logo e ver o que eu vou achar e também para desempacar o outro da estante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amália! Li algumas resenhas de Aconteceu em Veneza e me desanimei um pouco em ler a continuação, muita gente falando mal. Mas é sempre bom termos nossa própria opinião, não é? E, já que já tem o segundo, vale a pena ler o primeiro, nem que seja emprestado. Tomara que você goste :)

      Beijos

      Excluir
  5. Definitivamente esse livro não é para mim, por dois simples motivos: não gosto de romance e não tenho paciência para ler 480 páginas de uma história que não se desenrola rápido, parece roteiro que filme que passa na Sessão da Tarde, sem graça, sem emoção, mais do mesmo, não gosto da capa e nem da história em si, do nada Evie decide largar tudo, mente e consegue o emprego, ok, depois esquece tudo e com a ajuda do milagroso e prestativo motorista consegue passar por todos as dificuldades, é algo que não me agrada de verdade, lógico que não irei ler o segundo volume e nem o primeiro, quando não vou com a "cara" de um livro dificilmente mudo de opinião, prefiro ler meus outros livros parados na estante, do que investir nessa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi David! Então passe bem longe desse livro, senão você vai se irritar a toa rs. Gostei da comparação com Sessão da Tarde, exemplifica muito bem.

      Beijos

      Excluir

Tecnologia do Blogger.