Oi gente! Como prometido, essa é a minha lista de séries que estou mais ansiosa para assistir agora em 2015. É claro que esse é só o top 10, já que vejo mais séries do que posso contar. Infelizmente, o post saiu um pouco atrasado, estamos no final de janeiro já (o tempo está passando tão rápido), mas ainda não me atualizei em nenhuma das séries mais antigas que pretendo ver e algumas ainda nem começaram ou voltaram a temporada. Espero que gostem :)

Séries mais antigas que pretendo começar/voltar a assistir:

Doctor Who
Sinopse: O Doutor é um Senhor do Tempo - um alien de um planeta distante chamado Gallifrey que tem dois corações e aproximadamente 900 anos. Em sua nave espacial, a TARDIS, ele atravessa as barreiras do espaço e do tempo lutando contra inimigos e criando aventuras com seus companheiros, que sempre escolhe para viajar junto a ele. Quando ele está prestes a morrer, ele se regenera e renasce em outro corpo inteiramente novo.
Créditos: Banco de Séries 

Já perdi a conta de quantas pessoas me falaram o quanto essa série é incrível e que eu devia parar tudo que estou fazendo e ir correndo assistir. Fiquei bastante curiosa e como acho que sou a única pessoa no mundo que ainda não assistiu Doctor Who, está na hora de tirar o atraso.

Vikings
Sinopse: A série irá acompanhar a história do jovem guerreiro viking Ragnar Lodbrok (Travis Fimmel), que anseia para descobrir civilizações através dos mares. Com a ajuda de seu visionário amigo Floki (Gustaf Skarsgård), eles constroem uma nova geração de navios mais rápidos e mais elegantes. Earl Haraldson (Gabriel Byrne) é senhor de Ragnar e adversário. Um homem de pouca visão, Earl suspeita das ambições de Ragnar e vai travar com ele uma luta pela supremacia.
Créditos: Banco de Séries

Essa é uma série que eu e meu irmão começamos a assistir juntos, mas, não sei por que, ele continuou vendo e eu não. Ele gosta bastante e ficou bem viciado em mitologia nórdica (amo mitologia). Vou aproveitar que a próxima temporada volta agora em fevereiro e assistir logo.

Downton Abbey
Sinopse: Downton Abbey mostra o fim de uma era – a conquista do direito de voto para as mulheres, o nascimento do socialismo, e a imperturbável marcha da tecnologia – que poderá ameaçar o sistema de classes e maneiras que protegeu e calcificou, durante anos, os habitantes de Downton e a família Crawley. Depois do trágico acontecimento do Titanic, intriga e romance passam a ser as constantes, uma vez que o fatídico acidente “levou” todos os possíveis herdeiros homens da família. Com a fortuna em risco por não terem nenhum herdeiro, a luta e trama da família Crawley começa. Passada numa imponente casa no ano de 1912, não só retrata a vida da família Crawley, como a de todos os seus criados, retratando a grande diferença entre estes dois grupos sociais e o fato de que os criados sabem muitos dos segredos mais obscuros da família, enquanto a família pouco, ou nada sabe sobre seus empregados.
Créditos: Banco de Séries

Assisti o primeiro episódio dessa série já tem um tempinho. Apesar de ter gostado, não fiquei tão animada assim para fazer uma maratona de Downton Abbey naquele momento. Eu pretendo mudar isso com certeza esse ano. Adoro séries de época e essa ainda tem a Maggie Smith (Mcgonagall *--*). 

Sons of Anarchy
Sinopse: Sons of Anarchy é uma série do FX que explora a pretensão de um conhecido grupo de motoqueiros fora-da-lei, os Sons of Anarchy, em proteger o seu modo de vida, o que implica fazer com que a pequena e simples cidade onde vivem continue a ser exatamente como é. Assim, os Sons of Anarchy têm de se confrontar com constantes ameaças de traficantes de droga, desenvolvedores corporativos e oficiais de justiça demasiado zelosos. Jackson “Jax” Teller (Charlie Hunnam) é um membro dos Sons of Anarchy cujo afeto pela irmandade começa a ser colocada em causa à medida que a sua apreensão pelo modo de vida fora-da-lei começa a crescer. A sua mãe, Gemma Teller Morrow (Katey Sagal), uma força da natureza, e o seu padrasto, Clarence “Clay” Morrow (Ron Perlman), o presidente dos Sons of Anarchy, vão revelar alguns dos seus segredos mais sombrios do seu passado, bem como aquilo que são capazes de fazer para proteger os seus pecados.
Créditos: Banco de Séries

Essa foi outra série que comecei a ver e ainda não terminei. Tinha prometido a mim mesma que ia ver todos os episódios atrasados antes da sétima e última temporada começar, e é óbvio que isso não deu certo. Sons of Anarchy já acabou e nada de eu conseguir desentalar, preciso mudar isso logo.

Séries que já assisto e sou completamente apaixonada, mas que a nova temporada ainda não começou:

Game of Thrones
Sinopse: Há muito tempo, em um tempo esquecido, uma força destruiu o equilíbrio das estações. Em uma terra onde os verões podem durar vários anos e o inverno toda uma vida, as reivindicações e as forças sobrenaturais correm as portas dos Sete Reinos. A irmandade da Patrulha da Noite busca proteger o reino de cada criatura que pode vir de lá da Muralha, mas já não tem os recursos necessários para garantir a segurança de todos. Depois de um verão de dez anos, um inverno rigoroso promete chegar com um futuro mais sombrio. Enquanto isso, conspirações e rivalidades correm no jogo político pela disputa do Trono de Ferro, o símbolo do poder absoluto.
Créditos: Adoro Cinema
Estreia da nova temporada: 12/04/2015

Quem não sabia que essa série estaria aqui? Falo direto sobre As Crônicas de Gelo e Fogo no blog e estou quase morrendo porque não voltou ainda. Chega logo! A única vantagem é que eu tenho tempo de ler A Dança dos Dragões, que a pessoa completamente enrolada aqui, não começou ainda.

Outlander
Sinopse: Claire Randall (Caitriona Balfe) é uma enfermeira em combate em 1945. Ela é misteriosamente transportada através do tempo e mandada para 1743, e sua vida passa a correr riscos que ela desconhece. Forçada a se casar com Jamie Fraser (Sam Heughan), um cortês e nobre guerreiro escocês, um relacionamento apaixonado se acende, e deixa o coração de Claire dividido entre dois homens completamente diferentes, em duas vidas que não podem ser conciliadas.
Créditos: Banco de Séries
Estreia do resto da temporada: 04/04/2015

Como todo mundo, fui assistir Outlander logo que estreou, e é claro que fiquei completamente encantada. Porém, a série teve um hiato enorme e só volta em abril também (abril, mês dos sonhos *-*). Ainda não li o primeiro livro e com certeza vou fazer isso antes da série voltar (está até no meu desafio desse ano).

Orphan Black
Sinopse: Na história, Sarah (Tatiana Maslany), uma órfã que foi criada nas ruas, testemunha o suicídio de uma mulher muito parecida com ela. Ela assume a identidade da mulher, uma detetive da polícia que atuava no departamento de assuntos internos. Vivendo sua vida, Sarah descobre que ela e a falecida são, na verdade, clones que um assassino profissional está determinado a eliminar.
Créditos: Banco de Séries
Estreia da nova temporada: 18/04/2015

Essa é uma série que não é tão conhecida como deveria, apesar de ser ótima. Fiquei viciada logo nos primeiros episódios e estou agoniada com a demora pra terceira temporada começar (cadê você, mês dos sonhos?). Tatiana Maslany é simplesmente incrível, só digo isso.

Sherlock
Sinopse: Sherlock Holmes está de volta como deveria ser: ácido, contemporâneo, difícil e perigoso. John Watson (Martin Freeman) é médico, soldado e herói de guerra. Quando volta do Afeganistão, o destino o coloca no caminho de Holmes, um introspectivo e genial detetive. Eles não poderiam ser mais diferentes, mas acabam formando uma aliança indestrutível. A astúcia e a mente analítica de Sherlock Holmes se completam com o pragmatismo de Watson e, juntos, eles vão desafiar os crimes sem solução na Inglaterra contemporânea. Quanto mais intrigante, melhor. Com episódios de prender o fôlego, com ritmo alucinante, Holmes e Watson navegam por um labirinto de pistas enigmáticas para chegar à verdade. Em Sherlock, o detetive mais famoso do mundo está de volta com atuações empolgantes de Benedict Cumberbatch, como Holmes, e Martin Freeman, como Watson, para conquistar uma nova geração de fãs.
Créditos: Banco de Séries
Estreia da nova temporada: 2016

Tecnicamente Sherlock não volta em 2015 (só em 2016, chorando), apesar disso vai sair especial de Natal esse ano e eu não podia estar mais ansiosa. Sim, eu sei. A série é pequenininha, então se você ainda não começou a ver, já sabe o que fazer assim que terminar de ler esse post. Vem logo fazer parte dos fãs desesperados que tem que esperar dois anos pra três episódios.

Séries que vão estrear agora em 2015: 

Marvel's Daredevil
Sinopse: Demolidor, a nova série da Marvel, segue a história de Matt Murdock, vítima de um acidente que o deixou cego quando adolescente, mas também incutiu nele superpoderes sensoriais. Matt se forma em direito e abre seu escritório de advocacia na perigosa Hell's Kitchen, onde luta por justiça: de dia como advogado, de noite como o Demolidor, o guardião das ruas de Nova York.
Créditos: Banco de Séries
Estreia: 10/04/2015

É claro que não podia faltar um super herói nessa lista não é verdade? Depois do filme bem ruim com o Ben Affleck, precisávamos urgentemente de um reboot (isso não serve pra você Quarteto Fantástico). Esperando ansiosamente pela série, torcendo pra que fique bom.

The Casual Vacancy
Sinopse: Quando Barry FairBrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque. A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra. Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista. A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo.
Créditos: Banco de Séries
Estreia: 15/02/2015

Tenho que admitir que não fazia a mínima ideia de que The Casual Vacancy já ia começar agora em fevereiro. A Adri me contou esses dias e eu nem sabia que os atores tinham sido escolhidos. Apesar de ainda não ter lido o livro, eu, a Adri e a Camilla estamos combinando de ler juntas (espero que dê certo). Provavelmente se eu gostar do livro, vou assistir a série logo que estrear.

E vocês? Quais séries estão mais animados para assistir esse ano?


Oii! Faz tempo que eu não faço um post de próximas leituras, não é? Não consegui cumprir minha meta de férias e, apesar de elas ainda não terem terminado, não vou conseguir cumprir mesmo assim. Mas até que li mais do que pensei daquela lista. Enfim, vamos ao post.

Silver Shadows (Bloodlines #5) – Richelle Mead:
Sinopse: ATENÇÃO, esta sinopse contém spoilers dos livros anteriores. Sydney Sage arriscou tudo. Ainda infiltrada na organização, trabalhava contra os alquimistas e vivia um romance secreto com o vampiro Adrian Ivashkov. Qualquer deslize poderia trazer tudo por água abaixo, e foi exatamente o que aconteceu: sua própria irmã descobriu seu relacionamento proibido e a denunciou, fazendo com que Sydney fosse capturada pelos seus pares e mandada para a terrível reeducação. Lá, as condições de higiene e de conforto eram mínimas, e a única comida disponível era um mingau insosso. Nos poucos momentos em que ela ficava acordada, uma voz metálica tentava convencê-la a “confessar seus pecados”. E quando dormia, seu sono induzido por medicamentos não trazia sonho nenhum — muito menos com Adrian. Cercada de inimigos e sem saber onde estava ou como sairia dali, Sydney luta para manter sua identidade, sua capacidade de pensar por si mesma e, principalmente, a esperança de que encontrará Adrian novamente.

Era para ter lido esse livro logo que chegou, mas eu sempre enrolo com os livros da Richelle, porque são bons demais e eu não quero que acabem rs. Agora está pra sair o último livro (que eu já comprei J) e eu tenho que ler tudo logo senão acabo pegando spoilers. Ia ler The Fiery Heart antes para resenhar, mas pensando bem, se for para reler releio a série toda de uma vez, né? (essa sou eu sempre achando motivos para reler essa série).

O Melhor de Mim – Nicholas Sparks:
Sinopse: Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre.

Eu tenho um monte de livros do Nicholas Sparks aqui em casa, mas como choro muito lendo eles, acabo enrolando e dando bastante tempo entre um e outro. Esse não era o próximo do autor que eu pretendia ler, mas vi um quote dele no facebook e adorei, e fiquei morrendo de vontade de ler. Agora é só criar coragem para as lágrimas que inevitavelmente vão vir e ler de uma vez.

Minta que me Ama – Maria Duffy:
Sinopse: O inverno é a estação mais aconchegante do ano, mas Jenny Breslin não se sente nada confortável. Tudo na sua vida a total ausência de romance, o emprego chatíssimo no banco foi tocado pela mágica das festas de fim de ano. A simples ideia de passar por mais um Natal com a sua mãe extravagante e Harry, o novo namorado dela, a enche de pavor. Mas isso é na vida real... No Twitter, as coisas não poderiam estar mais interessantes. Nele, Jenny tem uma carreira em ascensão, uma vida amorosa sensacional e uma agenda superconcorrida. Então, em uma noite de bebedeira, Jenny está tuitando com suas amigas Zahra, Fiona e Kerry. E de repente ela as convida para passar alguns dias em sua casa em Dublin. À medida que a sua vida virtual entra em rota de colisão com a sua verdadeira rotina, Jenny não sabe para onde correr. Tudo parece contribuir para mostrar que a existência das suas companheiras de Twitter é um milhão de vezes mais interessante do que a sua. O fim de semana chega, e segredos são compartilhados. Jenny começa a perceber que, enquanto ela sonhava, as coisas acontecem bem depressa. Será que é muito tarde para que ela volte a assumir o controle da sua própria e verdadeira vida?

Eu sei que é um livro de Natal, mas não tive como ler em Dezembro, e parece tão bonitinho que quero ler mesmo assim. Não conhecia o livro, mas me interessei bastante pela proposta do livro, além de que adorei a capa. Acho que tenho que ler logo porque agora não está tão longe do Natal ainda, mais pra frente vai ficar ou não rs.

Então, escolhi esses três livros para serem lidos logo, me ajudem a escolher qual ler primeiro? Já leram algum? Querem ler? Não querem nem chegar perto? Me ajudem rs.


Oi gente! No final da semana passada, a editora Verus divulgou as datas da turnê de No Mundo da Luna, da autora nacional Carina Rissi. Adoro a Carina e eu e a Adri até já tivemos a oportunidade de ir a um evento dela aqui em Brasília. Infelizmente, minha cidade não está na lista dessa vez, mas eu com certeza estaria lá de novo se pudesse. Confiram as regras, a programação e confirmem presença no facebook:


Regras da turnê:
  • Serão permitidos 2 livros por pessoa, um deles o lançamento No Mundo da Luna, sendo um autógrafo nominal e um somente com assinatura da autora;
  •  A autora atenderá até o último leitor, dentro do horário de funcionamento da loja;
  • A fila para autógrafos seguirá a ordem de chegada dos fãs, demarcada através da distribuição de senhas numeradas; 
  • Não serão permitidas fotos com câmeras pessoais;
  • Um fotógrafo profissional registrará o momento do autógrafo e as fotos oficiais serão divulgadas no facebook do Grupo Editorial Record em até 3 dias úteis;

Belo Horizonte: 19 de março, quinta-feira, às 17h

Rio de Janeiro: 21 de março, sábado, às 13h

São Paulo: 22 de março, domingo, às 14h

Campinas: 23 de março, segunda-feira, às 17h

Porto Alegre: 26 de março, quinta-feira, às 17h

Florianópolis: 27 de março, sexta-feira, às 17h

Curitiba: 28 de março, sábado, às 17h

Fortaleza: 10 de abril, sexta-feira, às 17h

Salvador: 12 de abril, domingo, às 13h



Uma Chance para Recomeçar - Lisa Kleypas:
Série: Friday Harpor #1
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 176
Classificação: 3/5

Resenha:
Resenha um pouco atrasada, mas é um livro tão lindo que vale a pena ser lido mesmo fora da época de Natal.

Eu acho que nunca tinha lido um livro de Natal assim, mas me interessei por a história parecer ser tão bonitinha, além de ser de uma autora que eu tinha interesse em conhecer. E, além disso, a capa chama a atenção, e o livro é super fino. Ou seja, peguei para ler na hora. E encontrei uma história simples e linda.

A família Nolan nunca foi uma família como as outras. Os quatro irmãos tiveram uma infância sofrida e não conheceram o significado de uma verdadeira família. Ao crescerem deixaram tudo para trás, apesar de Vick ter sido a única que chegou a deixar a ilha de Friday Harpor. Porém, uma garotinha vai ser capaz unir esses irmãos e ensiná-los o significado de amar.

Mark Nolan nunca sonhou em cuidar de uma criança, nem mesmo sua sobrinha Holly. Ele estava feliz em sua vida de solteiro. Mas a morte da irmã vai mudar sua vida. Eles nunca foram muito próximos, mas, dos três irmãos, Vick era quem ele mais gostava. E ela confiou a ele a tarefa de cuidar de sua filhinha, uma garota de apenas seis anos.

Mas ele não pode fazer isso, afinal, ele não sabe nem como se comportar perto dela. Ele nunca teve uma família decente. Por que Vick não deixou Holly aos cuidados de Alex, que já tinha uma família? Mas foi a ele que Vick deixou a guarda da menina, e ele não vai abandona-la. Assim, ele vai obrigar convencer seu irmão, Sam, a ajuda-lo. Os dois vão ter que dar conta de cuidar da menina.

Mas o que nenhum dos dois esperava era se apegar tanto à menininha, e nem imaginavam o tanto que ela iria ensina-los. Holly iria ensina-los a amar, a ser uma família. Só que Holly não estava satisfeita somente com os dois. Ela queria uma mãe, e deixou isso bem claro em sua cartinha para o Papai Noel.

Após perder seu marido para o câncer, Maggie largou sua vida e se mudou para a pequena ilha de Friday Harbor, onde se dedicou inteiramente a sua nova loja de brinquedos. Afinal, ela sofrera demais, e não queria nunca mais passar por isso. E o que seria melhor do que fazer algo que amava e ao mesmo tempo trazer a alegria para crianças?

O que ela não imaginava era se apegar tanto a uma garotinha, nem que a garotinha se apegasse tanto a ela. Holly chegara em sua loja com o tio e, pelo que Maggie ouviu dizer, a garotinha não havia mais falado desde que a mãe morrera. Mas ela iria falar, ela só precisava do incentivo certo. E é graças as fadas de Maggie que Holly irá falar pela primeira vez em muito tempo.

Só que Maggie não vai se aproximar somente de Holly, porque a garotinha vai acabar aproximando Maggie de Mark. E, mesmo que ela tenha tentado fechado seu coração, mesmo que ela tenha medo de sofrer de novo, será que ela irá conseguir ignorar o que sente? Será que não vale a pena arriscar?

E será que o desejo de Holly, de ganhar uma mãe, irá se realizar?

A edição da Novo Conceito está ótima, a editora trouxe uma capa maravilhosa e caprichou bastante na diagramação. Não notei erros de digitação nem de concordância. Uma Chance para Recomeçar conta uma história encantadora. É um livro para ser lido rapidamente, e que te encanta com a simplicidade da história. Um livro que nos traz esperança, que nos mostra como a inocência de uma criança pode transformar uma vida. Um livro muito recomendado.

Série:
1. Uma Chance para Recomeçar
2. Rainshadow
3. Dream Lake
4. Crystal Love.


Oi gente! Nos últimos dois anos, eu participei, aqui no blog, da tag 12 livros para ler no ano (a Adri está participando esse ano também, corre lá). Infelizmente, nunca consigo cumprir a meta e acabo ficando bastante frustrada. Por isso, resolvi fazer uma lista com 15 livros que quero muito ler, mas que não são leituras obrigatórias para esse ano. Eles vão ser lidos com certeza, porém, não preciso ler toda a lista apenas em 2015 (ou seja, estou roubando). Espero que gostem :)

Obs: É só clicar na imagem para ir direto para a página no Skoob do livro.









Oii! Um pouco tarde, mas ainda dá tempo de participar. Não temos o costume de participar de desafios, porque, como todos sabem, nunca conseguimos cumpri-los. Porém, esse ano resolvemos dar uma chance a eles, e achamos esse tão legal que ficamos morrendo de vontade de participar. O Desafio Literário 2015 foi criado pela Celsina do blog Uma Janela Secreta, e ela definiu algumas regras para determinar o livro do mês, que são:

Janeiro: Primeira letra do seu nome
Ler um livro cujo título comece com a letra inicial do seu nome. (Pode anular o artigo)

Adriane: As Estranhas e Belas Mágoas de Ava Lavender - Leslye Walton: Não estava conseguindo pensar em nenhum, e acabei percebendo que o livro que eu estava lendo começava com "a". Então, acabei escolhendo ele mesmo, e já li, então já estou cumprindo a primeira parte do desafio rs.
Luiza: Lord of the Rings - J. R. R. Tolkien: Ok, talvez eu esteja roubando já no início do desafio. Essa é uma série que queria ler tem bastante tempo e nunca conseguia. Finalmente, terminei os três livros agora em janeiro e não poderia estar mais feliz.

Fevereiro: Febre
Ler um livro de muito sucesso (modinha ou clássico) que quase todo mundo já leu, menos você.

Adriane: Belo Desastre - Jamie McGuire: Eu não tenho tanto interesse nesse livro, mas como gosto de livros New Adult e todos falam tão bem dele, quero ler para poder ter a minha opinião.
Luiza: Outlander: A Viajante do Tempo - Diana Gabaldon: Não sei se esse livro se encaixa como modinha, mas desde que a série de TV estreou, vi várias pessoas lendo. Além de tudo, eu simplesmente adoro Outlander, então já está na hora de desencalhar os livros.

Março: Um puxa o outro...
Ler um livro que tenha no título alguma das palavras da última frase da leitura de fevereiro. (Pode descartar nomes próprios e conjugar verbos)

Adriane: A Aposta - Rachel Van Dyken: Esse livro veio imediatamente na minha cabeça quando pensei em um livro que tivesse a palavra “aposta”, obviamente. Quero muito ler esse e adorei achar uma desculpa para fazer isso.
Luiza: A Volta ao Mundo em Oitenta Dias - Júlio Verne: Ainda não li nenhum livro do Júlio Verne, porém, depois de fazer um trabalho sobre ele, fiquei cada vez mais interessada por suas histórias. É um clássico, e eu realmente tenho que perder minha preguiça em lê-los.

Abril: Favorito
Ler um livro de seu autor favorito. (Pode escolher mais de um autor favorito se quiser)

Adriane: A Rosa do Inverno - Patricia Cabot: Tive dificuldade em escolher um livro de um autor favorito que eu já tenha para ler  em abril, pois todos os que eu pensava me dava vontade de ler agora. Mas da Meg tenho bastante então vai dar para todos os meses.
Luiza: O Chamado do Cuco - J. K. Rowling: Nunca vi uma pessoa enrolar mais pra ler outros livros da sua autora favorita assim. Quando saiu Morte Súbita, fui correndo comprar, pois PRECISAVA daquele livro e a mesma coisa com O Chamado do Cuco. Não li nenhum dos dois ainda, está na hora de mudar isso.

Maio: Tiro no escuro
Pedir a alguém (de preferência que conheça os seus gostos) para escolher a sua leitura deste mês.

Adriane: Procura-se um Marido - Carina Rissi: Pedi para a Luiza me indicar um livro e ela escolheu esse livro da Carina Rissi, que já estou morrendo de vontade de ler faz tempo, então não será nem um pouco difícil, né? rs
Luiza: O Nome do Vento - Patrick Rothfuss: Já tem bastante tempo que quero ler esse livro e morro de preguiça (e olha que o segundo da série é ainda maior), porém meu irmão está doido para que eu leia e logo o escolheu.

Junho: Novos horizontes
Ler um livro de um autor que você ainda não conhece mas que acredita que irá adorar.

Adriane: O Pássaro - Samanta Holtz: Eu tenho certeza de que vou amar esse livro desde que descobri a existência dele há um século atrás e comprei desesperada. Agora com o desafio é uma ótima chance de perder o medo e ler de uma vez.
Luiza: 2001: Uma Odisseia no Espaço - Arthur C. Clarke: Pois é né? Ainda não li nada do Arthur C. Clarke. Já perdi as contas de quantas pessoas já falaram o quão bom esse livro é, e meu irmão não vai sossegar até que eu leia.

Julho: Para as telinhas
Ler um livro que foi adaptado recentemente ou que será adaptado este ano.

Adriane: Garota Exemplar - Gillian Flynn: O livro foi adaptado ano passado, mas ainda conta como recente rs. Fiquei morrendo de vontade de ler esse livro desde que assisti o trailer do filme pela primeira vez, mas nunca o conseguia. Agora que consegui espero conseguir ler.
Luiza: A Esperança - Suzanne Collins: Terminei essa série já tem algum tempo e como o último filme sai esse ano, resolvi colocar A Esperança na lista de releituras.

Agosto: Animais a solta
Ler um livro que tenha algum animal na capa. (Animais mitológicos também valem)

Adriane: Gata Branca - Holly Black: Até que encontrei uma quantidade considerável de livros com animais na capa na minha estante, mas optei por escolher esse, porque ele está a tempos na fila de espera. Tomara que seja bom.
Luiza: A Bússola de Ouro - Philip Pullman: Essa é uma série de fantasia que sempre quis ler, mas nunca consegui achar os livros mais em conta. Apesar de não ter gostado muito do filme, já vi vários comentários falando que o livro é bem diferente. Minha vontade continua e espero que até agosto já tenha conseguido comprar a série.

Setembro: E-book
Ler um livro digital.

Adriane: This Time Next Door - Gretchen Galway: Tenho um monte de e-books que encontrei grátis na Amazon e que nunca leio, pois dou prioridade para os meus livros físicos. Gostei da ideia de colocar um e-book no desafio, e espero gostar desse.
Luiza: O Aliciador - Donato Carrisi: Normalmente, não costumo ler e-books, já que prefiro muito mais os livros físicos. Infelizmente, é praticamente impossível achar esse livro pra comprar sem ser em e-book (mentira, a Saraiva está vendendo por 50 reais), então é o jeito né?

Outubro: Halloween
Ler um livro que tenha caveira na capa. (Ou algo que remeta ao halloween)

Adriane: Tequila Vermelha - Rick Riordan: Esse conta como uma caveira? Foi o mais perto que encontrei. A história parece ser ótima e o autor é super elogiado, espero que quando eu finalmente ler esse livro eu goste bastante.
Luiza: Psicose - Robert Bloch: Não consegui achar nenhum livro com uma caveira na capa, então escolhi um que remete ao halloween e que tem uma caveira bem pequena na lombada (logo da editora Darkside Books).

Novembro: Desencalhando
Ler um livro já esquecido na sua estante, mas que você sempre teve curiosidade de ler e nunca teve tempo.

Adriane: Espera - Maggie Stiefvater: Acho que esse é o livro que está a mais tempo na minha estante, e é uma vergonha eu não tê-lo lido ainda, principalmente porque amei o primeiro. Espero finalmente tira-lo da lista este ano.
Luiza: A Desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodkin: Comprei já faz algum tempo e até hoje não li. Vejo opiniões diversas sobre esse livro, porém a Adri leu e gostou, então resolvi colocá-lo no desafio desse ano.

Dezembro: De olho na lombada
Ler um livro que tenha a lombada que te chame a atenção.

Adriane: Flirtingin Italian - Lauren Henderson: Acho a lombada desse livro linda, apesar de ser bem simples. Esse rosa chama bastante a atenção, e quando estava procurando uma lombada na estante acabei parando nele. Além disso, é uma ótima chance para ler esse.
Luiza: Scarlet - Marissa Meyer: Acho as lombadas dessa série muito lindas e elas sempre me chamam atenção na estante. Li o primeiro livro já tem algum tempo e o terceiro já saiu tem séculos nos Estados Unidos. Desse ano não passa.

Adoramos a ideia e ficamos bem animadas para responder o desafio. Será que conseguimos cumprir? Alguém mais está participando? Contem pra gente.



Vermelho como Sangue – Salla Simukka:
Série: Trilogia Branca de Neve #1
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 240
Classificação: 2/5

Resenha:
Não comecei o ano de 2015 bem nas leituras, e não esperava começar. Já tinha visto inúmeros comentários negativos sobre esse livro, e não estava confiante de que a minha opinião seria diferente. Mas sempre existe a ideia de me surpreender com livros que eu não esperava gostar, então fui ler mesmo assim. Até porque Vermelho como Sangue é um livro super fino e provavelmente rápido de ser lido.

Não sabia nada sobre ele, somente que tinha algo a ver com a história da Branca de Neve e que tinha um mistério que levava a um lado meio policial. Se tivesse lido sobre ele antes, teria ficado morrendo de vontade de ler, mas só conheci o livro graças aos comentários negativos, então nem me animei muito. E mesmo assim me decepcionei. O livro não me prendeu em momento algum, e tive que me forçar a continuar lendo, porque, se eu tivesse o costume de abandonar livros, esse teria sido um deles.

Vermelho como Sangue conta a história de Lumikki Andersson, uma garota finlandesa de apenas 17 anos que mora sozinha em uma cidade estranha. Lumikki é uma garota quieta que tenta passar despercebida no meio de uma prestigiada escola de arte, a qual ela conseguiu ser aceita para fugir de um passado tão traumático.

E é nessa escola que a protagonista descobre algo que irá mudar sua vida. Lumikki desde sempre aprendeu a achar lugares isolados para se esconder, para ter paz. E é a câmara escura das aulas de fotografia que serve como seu esconderijo por lá. Só que ela irá encontrar algo lá que não deveria estar lá. Afinal, a escola definitivamente não teria montes de cédulas de dinheiro manchadas com sangue estendidas lá, para todos verem.

Mas Lumikki logo vai descobrir os donos desse dinheiro. E vai desejar nunca ter se metido nessa história, pois para algumas coisas não há volta. Lumikki logo se encontrará envolvida em uma história perigosíssima, buscando descobrir a verdade sobre algo que preferia nunca saber existir. Mas ela não vai desistir. Lumikki sabe se virar nos mais diferentes locais, se disfarçar como ninguém, e sabe sair de qualquer situação, por mais impossível que ela pareça.

Afinal, ela não é apenas uma garota de 17 anos que não sabe de nada. Lumikki é extraordinária. Ela aprendeu sozinha coisas impossíveis, e sabe se comportar melhor do que um agente infiltrado com anos de treinamento. Ela conseguirá enganar e descobrir coisas que ninguém antes conseguiu. Ela conseguirá criar um plano perfeito, e o mais impressionante, levá-lo adiante sem maiores problemas. E isso foi uma das coisas que me incomodou.

Todos os comentários que vi já tinham falado sobre o fato de a protagonista simplesmente se comportar como se fosse a coisa mais normal do mundo se meter no meio de uma história perigosíssima e tudo mais, como se fosse uma brincadeira e que nada pudesse dar errado. E o pior de tudo foi o fato de as coisas realmente darem certo na maioria das vezes, a personagem simplesmente tinha muita sorte e conseguia sair de qualquer situação. Me irritou. Demais.

Outra coisa foi o passado da personagem. A autora insere pequenas lembranças sobre o passado horrível da personagem, e que me fizeram imaginar uma coisa completamente diferente, fiquei tentando imaginar algo que justificasse a experiência toda que ela tinha, algo que explicasse a história ser do jeito que era. Mas não foi nada disso, foi outra decepção. A autora simplesmente jogou um motivo e nem se deu ao trabalho de explicar o porquê.

Sobre a edição da Novo Conceito, está ótima. A capa é maravilhosa, realmente chama a atenção do livro, e a diagramação está simples e bem feita. Não notei erros de digitação nem de diagramação, mas notei algumas faltas de divisões nas cenas, as vezes tinha que voltar um pouquinho para entender quando tinha mudado, mas nada que estragasse a história. O que estragou o livro foi a história mesmo, não me convenceu. Como vocês sabem, nunca vou dizer que um livro é ruim, e que não vale a pena ser lido, porque sempre vai ter alguém que vai gostar, mas eu não leria de novo.

Série:
1. Vermelho como Sangue
2. Branco como a Neve (não publicado no Brasil)
3. Preto como o Ébano (não publicado no Brasil).


Tecnologia do Blogger.