Hour Game – David Baldacci:
Título em português: O Jogo das Horas
Série: Sean King & Michelle Maxwell #2
Número de páginas: 611
Classificação: 4/5

Resenha:
Hour Game é o segundo livro da série Sean King & Michelle Maxwell. Sendo uma série policial, não é necessário seguir a ordem de lançamento dos livros, pois são histórias independentes. Porém, é sempre melhor seguir a ordem cronológica, pois assim você pega as histórias paralelas, percebe o crescimento dos personagens, entende mais a história deles.

Nesse segundo livro, Sean e Michelle estão sendo muito procurados em sua agência particular de investigação. Os dois se entendem muito bem, o que os faz serem uma ótima dupla. Eles confiam completamente um no outro, e estão sempre lá para o que o outro precisar. Apesar de todas as diferenças entre eles, eles se dão muito bem.

Em uma de suas corridas matinais, Michelle encontra o corpo de uma mulher na floresta. E as circunstâncias de sua morte são bem preocupantes. Ao ser encontrado os corpos de dois jovens em um carro perto de um lago, inicialmente o chefe de polícia insiste em dizer que são crimes completamente diferentes. Mas depois do assassinato da advogada ele não tem mais como negar a possibilidade de todos esses assassinatos terem sido cometidos por uma única pessoa.

E isso vai por toda a cidade de Wrightsburg em estado de alerta. Agora já foram quatro mortes, e ninguém pode negar a existência de um serial killer pela cidade. Principalmente depois das cartas que o jornal da cidade anda recebendo. Existe mesmo um serial killer, e ele está se divertindo com a busca deles. Ele está deixando pistas, como se quisesse deixar o “jogo” mais divertido. Porque é um jogo para ele.

E ele parece realmente saber o que está fazendo, porque ele não deixa nada para trás. Nenhuma pista, nenhuma evidência, a não ser que ele queira. A polícia, o FBI, Sean e Michelle, todos estão atrás dele. Mas, a cada pista que eles encontram, só aparecem mais perguntas e dúvidas. Qualquer um pode ser o serial killer. Eles estão correndo atrás de pistas, mas nada é encontrado, e, quanto mais tempo demoram, maior é a quantidade de corpos encontrados.

Ao mesmo tempo, o advogado Harry Carrick quer a ajuda deles para provar a inocência de seu cliente, Junior, acusado de invadir a casa dos Battle e roubar objetos de valor que estavam escondidos em compartimentos secretos, tanto no quarto da Sra. Battle, quanto no quarto do Sr. Battle. As evidências contra Junior são muito grandes, mas mesmo assim ele insiste em se dizer inocente. Então Sean e Michelle vão fazer seus trabalhos de detetives e tentar descobrir quem foi o verdadeiro culpado. Mas isso também não vai ser fácil, porque parece que o ladrão tomou todas as medidas possíveis para culpar Junior.

A cidade está em pânico, é notícia em todo o país, as pessoas estão vendendo suas casas a preços baixíssimos e saindo da cidade, fugindo. E, a cada pergunta que eles conseguem responder, surgem mais dez. A investigação está indo em milhares de direções, eles não conseguem definir apenas um suspeito. Mas eles vão perceber quando estiverem chegando perto, porque as coisas vão começar a ficar perigosas para eles próprios.

Hour Game é um livro muito bom. As pessoas dizem que não tem graça ler um livro policial de novo, porque você já sabe quem é o culpado, quais foram os motivos e tudo. Eu já tinha lido esse livro antes, e não foi assim com ele. Mesmo já sabendo quem era o culpado, mesmo tendo certeza de algumas coisas, acabei ficando em dúvida no meio do livro, porque ele engana demais. E isso me deixou desesperada para ler tudo logo.

Os personagens são ótimos, eu adoro a parceria entre o Sean e a Michelle. O autor criou uma história maravilhosa, que aponta para todos os lados, porque todos possuem motivos, ninguém é totalmente inocente. É um livro incrível, e vale muito a pena ser lido. Pena que ele parou de ser vendido aqui no Brasil, é bem difícil de encontra-lo. Mas quem lê em inglês, recomendo a leitura.

Série:
1. Split Second (resenha)
2. Hour Game
3. Simple Genius (resenha)
4. Traição em Família (resenha)
5. O Sexto Homem (resenha)
6. King and Maxwell.


Tecnologia do Blogger.