A Desconstrução de Mara Dyer – Michelle Hodkin:
Série: Mara Dyer #1
Editora: Galera
Número de páginas: 378
Classificação: 5/5

Resenha:
Fazia tanto, mas tanto tempo que eu queria ler esse livro, que quando finalmente o consegui enrolei mais um tempão para ler. Mas os dias de enrolação terminaram e eu peguei esses dias ele para ler, e, se pudesse teria lido tudo de uma vez. O livro me surpreendeu completamente. Acho que uma coisa que me fez gostar tanto foi o fato de eu só ter uma noção bem superficial sobre o que era a história, e assim acabei imaginando milhares de coisas diferentes para explicar o que estava acontecendo.

Mara Dyer, a protagonista, acabou de ser a única sobrevivente de um desabamento que matou sua melhor amiga, seu namorado e a irmã dele. Como se isso já não fosse ruim o suficiente, ainda tem o fato de ela não conseguir se lembrar de nada do que aconteceu naquela noite. Ela não consegue se lembrar o porquê de eles estarem naquele prédio velho àquela hora da noite. Ela sempre soube que não deveria entrar lá, que o prédio estava condenado. E Mara não gostava dessas coisas.

Agora, morando do outro lado do país, Mara tenta seguir sua vida normalmente. Mas as alucinações não param, e ela está tendo dificuldades em esconder isso da família. Mara tem medo até de olhar para o lado, ela vê Claire e Jude em todo lugar. E eles não estão felizes com ela. Mara achou que, mudando de cidade, ela poderia seguir em frente, voltar ao normal. Mas como fazer isso com as alucinações? Como fazer isso sem se lembrar do que aconteceu? Como fazer isso sem sua melhor amiga?

Mas ela vai dar o melhor de si para tentar ser normal. Mesmo que isso signifique guardar as alucinações para si, porque, apesar de saber que a mãe só quer o melhor para ela, Mara não acredita que abandonar a escola na metade do ano para “descansar” em uma instituição seja a resposta. Mas, a medida que o tempo vai passando, ela vai ficando cada vez mais assustada com as coisas que vem acontecendo, e com as explicações que encontra. Mara sabe que precisa lembrar o que realmente aconteceu naquela noite, para poder entender o que vem acontecendo com ela desde então.

Os personagens são incríveis, cada um deles cumpriu perfeitamente seu papel, desde os menos importantes até os mais. Destaque para o irmão mais velho da Mara, ele teve que largar toda sua vida para mudar de cidade por conta da irmã, mas não a culpa por isso. Muito pelo contrário, ele é o que dá mais apoio para a irmã superar, está sempre lá por ela, a ajuda, é incrível. Na verdade a família dela inteira é incrível, todos tentam estar lá por ela quando ela precisa. E eu não posso deixar de mencionar o Noah. O lindo garoto britânico que ela conhece na escola e que vai entrando cada vez mais em sua vida.

A sinopse do livro engana bastante. Ao ler sobre a tábua de ouija, achei que seria um livro mais de terror, que iria morrer de medo, mas não foi isso que aconteceu. Tem bastante suspense sim, mas não chegou a me dar medo. A questão é mais sobre a loucura da Mara. O livro mistura essa loucura em que a personagem vive, tentando descobrir o que está acontecendo com ela, com um romance maravilhoso. Acho que a autora soube medir perfeitamente a quantidade de cada elemento que ela colocou na história.

A edição do livro está ótima, a capa foi mantida a original, que é linda e se encaixa muito bem com a história, a diagramação está muito boa e não notei muitos erros de digitação ou ortografia. A Desconstrução de Mara Dyer é apenas o primeiro livro da série, então é normal terminarmos o livro com mais dúvidas do que antes, mas esse livro se superou. Terminei de ler sem fazer a menor ideia do que realmente estava acontecendo com ela, e muito curiosa para ler a continuação e descobrir mais dessa história incrível. Recomendo demais.

Série:
1. A Desconstrução de Mara Dyer
2. A Evolução de Mara Dyer
3. The Retribution of Mara Dyer.


Tecnologia do Blogger.