Cidade dos Anjos Caídos – Cassandra Clare:
Série: Os Instrumentos Mortais #4
Editora: Galera
Número de páginas: 364
Classificação: 5/5

Resenha:
Cidade dos Anjos Caídos é o quarto livro da série Os Instrumentos Mortais. Então, se você ainda não leu os livros anteriores, eu aconselho que você não leia essa resenha, pois ela contém spoilers deles.

Primeiramente, ao reler o livro, notei que o fato de esse ser o livro que eu menos tinha gostado da série até agora tinha sido mais por birra com a autora do que por o livro ser ruim. O problema foi que achei que a série estava finalizada perfeitamente no terceiro livro, e peguei birra por achar que esse livro seria enrolação. Então não gostei tanto quando li da primeira vez, porque tinha certeza de que era enrolação. Mas não é. Em Cidade dos Anjos Caídos a autora nos mostra que, mesmo as coisas parecendo bem naquele momento, elas não iriam continuar assim por muito tempo. Nesse livro Cassandra Clare nos traz uma reviravolta incrível, e que faz total sentido.

Depois do final de Cidade de Vidro, o esperado era que todos estivessem felizes e tranquilos seguindo suas vidas. E é mais ou menos o que está acontecendo. Clary e Jace finalmente estão juntos de verdade, Luke e a mãe de Clary vão se casar, Alec e Magnus estão viajando pelo mundo, e Simon está namorando com Isabelle e Maia, apesar de nenhuma saber sobre a outra. O mundo dos caçadores de demônios está em paz, ou pelo menos o mais em paz do que poderia estar.

Claro que Jace e Clary ainda têm de enfrentar alguns problemas, como o fato de que Jocelyn não confia nem gosta de Jace, e está em cima dos dois sempre que pode. Também tem a dificuldade que Clary está enfrentando no treinamento para se tornar uma Caçadora de Sombras, já que ela começou os treinamentos muito tarde. Porém, os dois não são os únicos a ter problemas. Simon está tentando descobrir uma maneira de contar para as duas namoradas a respeito uma da outra, o que não será nada fácil, e muito menos agradável. Mas isso tudo são coisas simples depois de tudo o que passaram.

E é aí que entra a reviravolta genial que a Cassandra Clare criou. Caçadores de Sombras começam a ser encontrados mortos por aí. Pessoas estranhas começam a atacar Simon, fazendo com que a Marca de Caim mostre seu poder. Jace começa a ter pesadelos muito reais e se afastar cada vez mais de Clary. Como isso tudo pode se interligar?

O que eu mais gostei nesse livro foi o fato de que a autora deu lugar à história dos outros personagens também. Temos um foco muito maior na história do Simon, entendemos melhor como ele se sente, e tudo o que ele está passando. Por focar mais no Simon, acabamos conhecendo mais da história da Maia e da Isabelle, que aparecem bastante nesse livro, e conseguimos nos conectar bem mais com as duas. Além disso, conhecemos nesse livro Jordan, o ex namorado de Maia, que a transformou, e descobrimos mais a respeito dele. Também temos mais da relação entre o Alec e o Magnus, além de conhecer mais do passado de Magnus. Conhecemos melhor a mãe de Clary, que nunca foi realmente explorada nos livros anteriores. Entendemos melhor suas ações, suas atitudes, seus sentimentos. E também temos bastante do Luke *--*.

Mas Clary e Jace não ficam de fora, muito pelo contrário. A relação entre eles é linda, eles claramente se amam, e não fazem qualquer esforço para esconder isso. Clary está mais determinada, querendo aprender a ser uma Caçadora de Sombras, se preocupando com todos, e tentando resolver tudo como sempre. Jace, apesar de tentar esconder, não está nada bem. Os pesadelos que anda tendo o assustam demais, e com isso ele passa a dormir pouco, a comer pouco, e a se afastar de todos, principalmente de Clary. Mas Clary não vai aceitar isso facilmente, e vai achar um jeito de descobrir o que tem de errado com Jace.

Confesso que peguei esse livro para reler meio com vontade de pular ele, tinha pego realmente antipatia por ele. Mas ainda bem que não fiz isso, porque Cidade dos Anjos Caídos é incrível, eu só não tinha notado da primeira vez que li. Esse livro é mais voltado para o Simon, o que inicialmente eu não gostei, já que não gostava tanto do Simon antes. Mas ele cresce bastante nesse livro, e comecei a gostar dele de verdade. Nesse livro temos uma parceria entre Simon e Jace, e adorei ver isso, pois eles viviam implicando um com o outro antes, e foi bem legal ver isso mudar.

Sobre a edição da Galera, na minha opinião a revisão desse livro só não perde para a de Cidade dos Ossos, tinha melhorado no segundo e no terceiro livro, mas nesse piorou de novo. Sinais de pontuação faltando demais, realmente não entendo o porquê disso. A capa é linda, apesar de eu achar a capa sem a holografia muito sem graça (não a imagem em si, mas o livro mesmo, parece desbotado, sem brilho). Mas, apesar disso, a tradução é bem boa, então vale a pena. Cassandra Clare nos traz uma história tão bem ligada aos livros anteriores que é difícil imaginar que ela não pensou nisso desde o início. E o final só nos deixa mais desesperados ainda para ler o próximo livro. Indico bastante.

Série:
1. Cidade dos Ossos (resenha)
2. Cidade das Cinzas (resenha)
3. Cidade de Vidro (resenha)
4. Cidade dos Anjos Caídos
5. Cidade das Almas Perdidas (resenha)
6. Cidade do Fogo Celestial (resenha).


Tecnologia do Blogger.