Cabeça de Vento – Meg Cabot:
Série: Airhead #1
Editora: Galera
Número de páginas: 320
Classificação: 4/5

Resenha:
Fazia séculos que eu queria ler Cabeça de Vento, mas outros sempre iam passando na frente dele na hora das compras. Foi só agora quando o consegui por troca que fui ler. E foi uma ótima ideia. Estava no início de uma ressaca literária, sem conseguir ler livro nenhum, mas Cabeça de Vento, apesar de ter demorado um pouco para me prender, me interessou e eu não parei enquanto não terminei. Eu sabia que pegar um livro da Meg para ler era uma boa ideia, não tem um livro dela que eu não adoro.

Emerson Watts é uma garota de dezesseis anos que, junto com seu melhor amigo Christopher, formam o grupo dos esquisitos da escola. Eles são considerados estranhos porque preferem ficar jogando jogos de videogame do que fazer o que quer que os populares fazem. Mas isso não é problema para Em. Ela está feliz tendo Christopher como amigo, apesar de que queria que ele fosse mais que seu amigo. Ela se sente feliz em ser uma 'estranha', não se importa.

Mas tudo muda no dia em que ela é obrigada pela mãe a acompanhar Frida, sua irmã de 14 anos, à inauguração da Stark Megastore, uma loja muito famosa e que trouxe vários famosos para a abertura. Um desses famosos é Gabriel Luna, um cantor britânico que é a atual paixão de sua irmã. E outra é Nikki Howard, uma modelo de apenas 17 anos que é extremamente famosa. Em não está nada animada em acompanhar a irmã, mas a mãe a convence de ir para proteger a irmã dos manifestantes, que são contrários à instalação da loja ali.

A princípio tudo parece bem, ela e Christopher estão acompanhando Frida, Gabriel, além de ser mais lindo que ela pensava canta muito bem, e tudo está tranquilo. Até a hora em que Nikki aparece. Acontece um tumulto e depois, tudo o que Em percebe é a voz da mãe a chamando e os fios grudados em seu corpo. E mais nada. Nenhuma memória do que pode ter acontecido para ela ter ido parar no hospital. Ela só se sente muito estranha, e não entende porque ninguém quer contar a ela o que aconteceu.

E então ela descobre que o que aconteceu vai mudar sua vida para sempre. Em está chocada, com raiva, mas, acima de tudo, confusa. Como isso é possível? E por que ela? Nada faz sentido. Mas ela vai precisar aprender a conviver com essa nova realidade, porque o que aconteceu não tem volta. Tudo o que Em queria era ter sua antiga vida de volta, continuar sendo a esquisita que tinha como único amigo Christopher, e a quem a irmã morria de vergonha, mas que, principalmente, era normal.

Eu não sei como, mas eu sempre me surpreendo com a escrita da Meg, é incrível. Eu já devia estar acostumada, mas sempre é uma surpresa. Adorei Cabeça de Vento, o livro é bem leve e divertido, é muito engraçado ver a Em tentando se adaptar à sua nova realidade. Não só a Em, mas a família dela também. A irmã dela é a melhor, adorei o jeito dela. O Christopher, apesar de não ter aparecido muito, já me deixou apaixonada. E a Lulu, que se torna a melhor amiga de Em, é ótima. Não achei que fosse gostar dela, mas ela me surpreendeu. No mais, acho que o livro é mais introdutório, os outros dois devem ter mais história, e eu mal posso esperar para ver o que vai acontecer. Recomendo demais a leitura para quem gosta de livros leves e divertidos, estilo os livros da Meg mesmo rs.

Série:
1. Cabeça de Vento
2. Sendo Nikki (resenha)
3. Na Passarela (resenha).


Tecnologia do Blogger.