Paixão Sem Limites – Abbi Glines:
Série: Sem Limites #1 e Rosemary Beach #1
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 192
Classificação: 3/5

Resenha:
Quando eu soube primeiramente do lançamento desse livro, não prestei muita atenção, estava cheia de livros no mesmo estilo aqui em casa para ler. Mas aí comecei a ver as resenhas saindo, todas sempre positivas, falando super bem do livro, e eu mudei de ideia. Demorei bastante para ler, só peguei agora quando chegou o segundo livro. Li em um dia só, e adorei. Esperava um pouco mais, não é o meu New Adult favorito, mas mesmo assim foi bom.

Blaire Wynn é uma garota que teve sua vida virada de cabeça para baixo com a morte da irmã gêmea e o abandono do pai. Mas, como se não bastasse, a mãe descobriu que tinha câncer. Então, enquanto seus colegas de escola aproveitavam a vida, ela se virava entre a escola, cuidar da mãe doente, e o emprego que arranjara para pagar as contas. Não tinha tempo sobrando para nada, cuidou de tudo sozinha por três anos. Agora, aos 19 anos, ela não tem mais nada. Sua mãe morreu, e ela teve que vender a casa que morava para pagar as despesas médicas. Sua única escolha é pedir ajuda ao pai, que as abandonara e não se deu nem ao trabalho de ir ao velório da ex-mulher, nem para ver como a filha estava. Ela não quer nada dele, mas precisa de um lugar para morar enquanto junta dinheiro para seguir sua vida.

Mas o que ela não esperava ao chegar na nova casa do pai era descobrir que ele tinha saído viajar, sem se dar ao trabalho de avisar ninguém que ela iria chegar. Nem que Rush Finlay, o filho da nova mulher de seu pai, fosse tão lindo e tão irritante. Ele não se demonstra muito animado em aceitar que ela fique em sua casa (porque a casa na verdade é de Rush), principalmente porque ele odeia o pai dela, e pensa que Blaire é como ele. Mas, com um trato de que ela arranje um emprego e vá embora de lá o mais rápido possível, ele acaba aceitando que ela fique lá.

A vida de Rush é bem diferente da de Blaire, isso ela percebe desde que põe os pés dentro da casa pela primeira vez. Ele é rico, vive dando festas, ficando com garotas e as largando depois. Enquanto tudo o que ela tem é o antigo carro da mãe (quase sem gasolina), suas roupas e os últimos 20 dólares que sobraram. Suas vidas não poderiam ser mais diferentes. Blaire sabe que não deve se meter com Rush, mas parece que ela é puxada em direção a ele e não consegue resistir. Mesmo que ele dê a ela todos os motivos para que ele não possa ficar com ela. Mesmo que ela saiba que precisa ficar longe, ela vai sempre encontrar algum motivo para não se afastar. Mas Rush tem um segredo que pode por tudo em risco.

Blaire é uma garota forte, determinada, guerreira. Ela passou por tudo o que passou e ainda mantém a cabeça erguida, determinada em seguir sua vida da melhor maneira que conseguir. Ela luta pelo que quer, e pelo que sabe que merece. Ela não desiste. Rush inicialmente é um idiota, apesar de extremamente lindo. Mas ele tem as suas razões para se comportar assim. Depois que ele conhece melhor a Blaire, ele muda completamente. Essa foi uma coisa que eu não gostei muito no livro, eu achei que ele mudou rápido demais, se apaixonou rápido demais. Ele luta para ficar longe dela, para ser só seu amigo, e essa parte é muito fofa, eu adorei. Mas eles não vão conseguir ser só amigos por muito tempo.

Tem muitos outros personagens que eu gostei bastante, como o Grant, que é filho do ex marido da mãe do Rush e como um irmão para ele. Ele é muito fofo. Outra personagem é a Bethy, uma garota que trabalha com a Blaire e que se torna grande amiga dela. Woods é meio que seu chefe, ele dá em cima dela inicialmente, mas depois se transforma em meio que um amigo, que se preocupa com ela e tenta cuidar dela. Queria que eles tivessem aparecido mais, que os personagens tivessem sido melhor explorados, mas, como o livro é pequeno, a autora acabou deixando os personagens secundários de lado.

Sobre o segredo do Rush, gostei bastante, apesar de ter descoberto bem antes dele ser revelado. Não era nada muito óbvio nem nada muito nada a ver, fazia sentido. Achei interessante, e quero ver como ele vai ser melhor explorado no segundo livro. Achei Paixão Sem Limites um livro bom, não o melhor NA que eu já li, mas bom. Vale a pena ser lido sim. A edição da Arqueiro é simples e boa de ler. Gostei bastante.

Série:
1. Paixão Sem Limites
2. Tentação Sem Limites (resenha)
3. Estranha Perfeição (resenha)
4. Amor Sem Limites (resenha)
5. Simples Perfeição (resenha)
6. Rush Sem Limites (resenha)
7. A Primeira Chance (resenha).


Tecnologia do Blogger.