Eternal Kiss of Darkness - Jeaniene Frost
Número de páginas: 384
Classificação: 4/5
Onde comprarAmazon e Book Depository
Observação: Eternal Kiss of Darkness é o segundo livro de uma série spin-off chamada Night Huntress World, que acontece na mesma ordem cronológica que sua série mãe. É indicado que você leia esse livro depois de Destinada à Sepultura (NH #4), depois de First Drop of Crimson (NHW #1) e antes de Deste Lado da Sepultura (NH #5).

Essa resenha pode conter spoilers dos quatro primeiros volumes da série Night Huntress. Então, eu aconselho que você clique aqui se ainda não leu o primeiro livro, aqui se ainda não leu o segundo, aqui se ainda não leu o terceiro ou aqui se ainda não leu o quarto.

Mencheres é um perigoso e misterioso vampiro que vaga pela Terra há mais tempo do que poeira, além de tudo é também mega-mestre de uma enorme linha de vampiros junto com seu co-regente Bones. Porém, depois de mais de quatro mil anos de existência, qual motivo você ainda tem para querer viver?

Kira Graceling é uma investigadora particular de Chicago que trabalha até bem tarde para ajudar sua irmã doente e seu irmão ''aproveitador''. Depois de uma longa noite de tocaia, Kira está voltando para casa um pouco antes do amanhecer quando escuta gemidos de dor vindo de um armazém degradado. Seu bom senso diz que ela apenas deveria continuar andando, mas Kira não consegue dar as costas quando percebe que talvez a policia não chegue a tempo para ajudar. Porém, nem em seus piores sonhos, ela poderia imaginar o que encontraria naquele armazém.

Eu não estava muito ansiosa para começar esse livro, não por causa do personagem principal, já que eu amo o Mencheres, mas sim porque depois do livro do Spade, eu queria ler algum que continuava a história dele (que ainda não existe e nem sei se vai :/). Mas como essa é a ordem de leitura indicada, eu comecei a ler mesmo assim, e não posso dizer que me arrependo. Esse livro é lindo e eu apaixonei pela história e mais ainda pelos protagonistas.

Kira foi uma personagem surpreendente pra mim e eu gostei bastante dela. Determinada, esperta e decidida, ela vai atrás do que quer e não tem vergonha de dizer o que sente. Apesar do que já sofreu e de não poder seguir seu sonho, Kira é trabalhadora e esforçada. Eu adorei conhecer melhor o Mencheres e ele é simplesmente incrível. Acho que já fazia algum tempo que eu não ficava sonhando assim com um personagem (tirando o Bones claro). Mencheres é uma força da natureza e foi muito legal vê-lo em ação nesse livro.

''- Morto ou não, você deve estar entediado com as mulheres dizendo como você parece com o mais quente, mais exótico sonho molhado que elas já tiveram. Sem dúvidas o pensamento de você, uvas, e alguns óleos aromáticos passaram pela minha mente e se você derrubar essa toalha novamente, eu vou precisar de um banho frio. ''

O Vlad também aparece e deixa tudo mais divertido e engraçado. Achei o Bones e a Cat um pouco apagados, porém não posso deixar de comentar sobre a relação de pai e filho que Mencheres tem com Bones, apesar de os dois parecerem ter quase a mesma idade. Infelizmente, Eternal Kiss of Darkness apresenta um situação de amor instantâneo entre os protagonistas. Acredito que alguns acontecimentos fazem com que pessoas que você conheceu há pouco tempo se tornem importantes bem mais rápido, então pra mim não foi um ponto negativo nesse livro. Apesar disso, é um detalhe que pode incomodar algumas pessoas. De qualquer forma, não tenho como deixar de recomendar essa série. Foi uma leitura rápida, fofa, com vários momentos de ação e que me deixou com muita vontade de ler mais sobre o Mencheres e a Kira. Cadê as continuações de Night Huntress World Jeaniene?

''- Não, você não parece muito velho. - A voz dela era rouca. - Ou muito diferente. Você parece meu. Quem quer que você fosse, quem quer que você seja... você é meu. ''

Então é isso. Espero que tenham gostado da resenha :)


Tecnologia do Blogger.