O Verão das Bonecas Mortas – Toni Hill:
Série: Inspetor Héctor Salgado #1
Editora: Tordesilhas
Número de páginas: 372
Classificação: 4/5

Resenha:
Eu sou uma pessoa muito medrosa. Não chego nem perto de livros ou filmes de terror, e morro de medo até de suspense às vezes. Por isso, nunca nem tinha prestado atenção nesse livro, já que pelo nome e pela capa parece ser assustador. Mas acabei descobrindo que não era, que era um livro policial, e então fiquei curiosa. Claro, ainda assim achei que ia me dar um pouco de medo, mas incrivelmente isso não aconteceu. Mesmo lendo à noite, não tive nem um pouco de medo.

Em O Verão das Bonecas Mortas, temos como protagonista o Inspetor Héctor Salgado, que está de volta ao trabalho depois de longas férias. Férias que foram forçadas a ele, depois que o mesmo se descontrolou em um caso de tráfico de mulheres e espancou um dos culpados até quase a morte. Ninguém entende o que aconteceu para que o Inspetor, sempre tão tranquilo e correto, estourasse daquele jeito. E o pior é que agora o Doutor Omar está querendo processá-lo por conta da agressão. E ele nem tem como provar que Omar é culpado, já que a única testemunha está morta.

Tentando fazer com que Héctor esqueça o caso e deixe os outros resolverem a situação, o delegado chefe Lluís Savall encarrega Héctor de investigar, extraoficialmente, o aparente suicídio de Marc Castells, um garoto de uma família importante. Para isso ele terá a ajuda de Leire Castro, a nova investigadora. O caso foi dado como suicídio, ou acidente, mas a mãe de Marc não aceita o fato e continua insistindo para que investiguem. Então o inspetor Salgado vai, mesmo contra a vontade, investigar o caso a fundo, e descobrir se foi mesmo um acidente que levou Marc à morte.

Mas isso não vai fazê-lo esquecer do caso de Omar. E é por isso que a subinspetora Martina Abreu decide mantê-lo informado de toda a investigação a respeito de Omar, se ele prometer não interferir. Enquanto isso, ele deve descobrir o que realmente aconteceu naquela noite quando Marc Castells caiu da janela. E o primeiro passo é ouvir o que Gina e Aleix, os amigos de Marc que estavam com ele um pouco antes do acontecido, tem a dizer.

Só que a investigação vai acabar levando o inspetor e a investigadora a um acontecimento de muitos anos antes, quando Marc era apenas um garoto, e sua amiguinha Iris se afogou na piscina. Aparentemente, Marc não se esqueceu disso, e estava determinado a provar que a garota não tinha simplesmente se afogado, que algo a mais tinha acontecido. E ele queria encontrar o culpado, e não iria medir esforços para conseguir.

A primeira coisa que me fez pegar esse livro logo para ler foi que ele é o primeiro livro da série. É muito difícil eu conseguir ler os livros policiais em ordem, já que as editoras não costumam lançar em sequência, mas essa série está sendo lançada certinha. E isso é essencial, pois aparentemente os livros são sequenciais na história principal também, não somente na história secundária, como é o comum em livros policiais. Em O Verão das Bonecas Mortas, além de focar nos casos, o autor também nos mostra bastante da vida pessoal dos protagonistas. Isso é uma coisa que eu adoro, pois acaba nos aproximando dos personagens, nos fazendo compreendê-los melhor.

O que mais me impressionou foi a rapidez que eu li o livro. Mesmo que a história no começo não tenha me prendido tanto, quando vi já estava na metade, e nem tinha visto o tempo passar. Até porque não passou tanto tempo assim. A leitura foi extremamente rápida, a narrativa do autor é muito boa de se ler, e não fica nada cansativo. A única coisa que não gostei foi que achei que o autor iria conectar mais uma coisa na história, e ele não fez essa conexão. Para mim isso teria deixado a história perfeita, mas mesmo sem isso tudo fez bastante sentido, ficou bem direitinho. E o melhor foi a surpresa que o autor deixou para o final, mal posso esperar para ler o próximo livro, que acredito que seja ainda melhor.

Eu nunca tinha lido um livro publicado pela Tordesilhas, e tive uma ótima experiência com O Verão das Bonecas Mortas. A capa, apesar de ser meio assustadora, é bem bonita, e combina com a história. O livro é bem grandinho mas, além de a narrativa do autor ser bem rápida de ler, a edição do livro tem letras maiores, o que facilita bastante a leitura. A diagramação é bem simples, não apresenta detalhes, mas combina com o livro. Não notei erros de digitação nem de revisão, e adorei. Recomendo demais a história para quem gosta de livros policiais.

Série:
1. O Verão das Bonecas Mortas
2. Os Bons Suicidas (resenha)
3. Os Amantes de Hiroshima (resenha).


14 Comentários

  1. Verdade essa capa é muiiitoooo assustadora sempre pensei que era de terror, que é um estilo que eu gosto mais do que policial. mentira eu sou muito medrosa kkkkkk
    Esse parece ser realmente muito bom, não sabia que era uma série.
    Vou ver se um dia eu leio esse livro ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sabrina! É policial mesmo, e gostei bastante. Tomara que você goste também :)

      Beijos

      Excluir
  2. Eu adoro livros, filmes, séries e etcs de terror, já ouvir falar bastante desse livro,li a sinopse e vi o book trailer dele, só por esse já reparei que tem a cara de um livro policial - que foi o que mais me chamo a atenção-, acho uma surpreendente jogada do autor mostra o personagens aos poucos fazendo assim com que o leitor se apegue cada vez mais pelo personagem é sua história, e quando você menos espera bumm!!!! o livro já te encantou.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tânia! Eu queria muito gostar, mas sou medrosa demais, então nem dá rs. Não é? Adoro quando o autor nos faz nos apegar pelos personagens, aí a leitura é ótima.

      Beijos

      Excluir
    2. Sinceramente, apenas pela capa eu não compraria o livro. Ela não me passou uma sensação muito boa e me deixou um pouco angustiada.
      O gênero policial não é o meu preferido mas já li alguns. É a primeira vez que leio sobre este livro e ele parece ser interessante principalmente por fazer parte de uma série kkk. Gosto de livros que te deixam na expectativa de uma continuação, um gostinho de quero mais.
      Quem sabe eu não leia este e me empolgue?

      Beijos

      Excluir
  3. Porque quando se trata de alguma coisa de terror colocam boneca? Mas mesmo assim tô louca pra ler ele, mas se o assunto é policial não posso mas esperar para compra-lo. rsrs.

    Abçs Adri :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamires! Não é? Morro de medo dessas bonecas, sempre me lembram coisas de terror rs. Mas a questão da boneca nem é uma parte de terror não, só pela capa parece. Para falar a verdade não achei esse livro nem um pouco assustador, mas foi um ótimo policial. Tomara que você goste :)

      Beijos

      Excluir
  4. Amo livros e filmes de suspense/terror e essas coisas, mas não gosto muito quando se tratam de bonecas... acho meio macabro mas mesmo assim minha curiosidade sempre é maior que o medo... Gosto de romances policiais e gostei da ideia do livro.
    Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana! A parte das bonecas é uma parte pequena até, é um detalhe só. Também acho bem macabro, morro de medo quando colocam bonecas assustadoras na história rs. Mas nesse livro nem deu medo.

      Beijos

      Excluir
  5. Nossa eu diria que esse livro é de terror, mas se é policial, menos mal, rs. Eu morro de medo de qualquer coisa de terror assim como você passo bem longe.
    Mas amo policiais, não conhecia ainda nada desse autor, eu gosto muito de Harlan Coben, dele já li tudo, mas acontece o que você falou a série não lança na ordem e isso é muito chato, mas leio assim mesmo.

    Adorei a resenha.
    Abraços Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fer! A capa engana bastante, né? Mas é policial, e não me deu nem um pouco de medo rs. Também adoro os livros do Harlan Coben, estou tentando lê-los na ordem, até porque a Arqueiro começou pelos últimos mas depois lançou o primeiro e foi indo na ordem, só não entendi porque pararam de publicar. Espero que voltem logo rs.

      Beijos

      Excluir
  6. Olha, amo policial e suspense, mas terror não é comigo. Detesto ler livro de terror e essa capa aí por si só já dá medo. Acho que se eu lesse sem olhar pra ela eu conseguiria hahaha. Se for policial mesmo, e não der nenhum medinho eu leio, porque parece muito bom, hhahaa.
    Beijos
    www.romanceseleituras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa! Pode ficar tranquila, não é de terror não. Não dá nem um pouco de medo (e quem diz isso é a pessoa mais medrosa que existe rs). Ignore a capa e leia, a história é ótima :)

      Beijos

      Excluir

Tecnologia do Blogger.