Ano passado eu fiz um Top 10 para o primeiro semestre e outro para o segundo semestre. Mas, como esse ano eu li pouquíssimos livros (consegui chegar aos 50 só porque li bastante em dezembro), vou fazer um só mesmo.

10º lugar: A Intuitiva – Hannah Howell (skoob):
Hannah Howell escreve muito bem. Essa série é ótima, amei A Vidente, amei A Sensitiva, e agora amei A Intuitiva. E tenho certeza de que vou amar O Escolhido também, quando conseguir comprá-lo e lê-lo. Foi ótimo ler esse livro no meio de tantos outros “normaizinhos” que eu li esse ano.
"- E você quer que ele a ame como você o ama. - Ele sorriu e beijou-a no rosto quando ela resmungou. - Não fique remoendo isso. Considere as atitudes dele, prima, não o que diz ou não diz. Às vezes, os homens podem ser uns idiotas e nem percebem que as palavras são necessárias."

9º lugar: As Violetas de Março – Sarah Jio (skoob | resenha):
Apesar de nunca ter lido nada da autora, a sinopse desse livro me lembrou de A Casa das Orquídeas, da Lucinda Riley, e isso me fez sair doida atrás do livro. As expectativas eram altíssimas, e eu fiquei muito feliz por terminar o livro com elas tendo sido, não só alcançadas, como superadas. Não é melhor que A Casa das Orquídeas, mas não é ruim, nem um pouco, a Sarah Jio tem um estilo diferente do da Lucinda Riley.
“Eu sabia, em meu coração, que se houvesse algo a aprender com a história de Esther seria ficar e lutar – pela verdade e pelo amor. No entanto, eu estava muito cansada para isso agora.”

8º lugar: Just Good Friends – Rosalind James (skoob | resenha):
Sabe quando você lê um livro sem expectativa nenhuma? Eu nunca tinha ouvido falar dele, não fazia ideia sobre o que ele era, só tinha achado a capa legal e “comprado” ele no kindle (adoro os livros que acho de graça na amazon). Me surpreendeu pela história tão linda dele, eu amei. E ele se passa na Nova Zelândia, um dia eu ainda vou para lá *--*.
“Tudo na Austrália está tentando te matar, você não sabia? Cinco das dez cobras mais mortais do mundo vivem em Queensland. E depois há as aranhas venenosas e as águas-vivas. Isso sem mencionar os crocodilos e os grandes tubarões brancos. Outro ponto a favor da Nova Zelândia.”

7º lugar: Ecos da Morte – Kimberly Derting (skoob | resenha):
Já tinha Ecos da Morte a um tempinho na estante, mas nunca tinha prestado muita atenção nele. Aí uma amiga minha na faculdade me falou dele, e ela falou tão bem do livro que eu peguei ele para ler na mesma hora. Me surpreendi. Não é um livro perfeito, mas é tão fofo, tão bonitinho, que mereceu seu lugar nos favoritos.
"Melhor amigo. A expressão agora parecia muito estranha, tal qual um tênis velho e confortável, que antes praticamente se amoldava ao formato de seu pé, mas que depois passou a machucar a cada passo, porque já não servia mais.”

6º lugar: School Spirits – Rachel Hawkins (skoob | resenha):
Fiquei triste ao ler Spell Bound e terminar a trilogia Hex Hall, mas me animei quando vi que a autora iria fazer um spin-off. A Rachel Hawkins tem um jeito de escrever que eu não consigo definir, só sei que os livros dela são tão leves, engraçados e fofos que te deixam querendo mais e mais. E School Spirits não foi diferente. Peguei ele quando chegou só para ver como era por dentro e quando vi já estava na metade do livro rs.
"É isso. Seja você mesma. Seja Isolde Brannick, e eles não terão outra escolha senão adorar você. – Ele estendeu a mão e pegou a minha, dando um beijo nela. Eu estava atordoada demais para fazer qualquer coisa além de ficar sentada lá, com a minha mão na dele."

5º lugar: Easy – Tammara Webber (skoob):
Fui me interessar por esse livro só por conta das milhares de resenhas super positivas que eu vi por aí, acho que foram poucas as pessoas que não gostaram desse livro. E isso me fez ficar super animada para ler Easy. E o melhor foi que eu não me decepcionei nem um pouco. Li de uma vez e, quando terminei, queria mais. Muito lindo.
"Talvez você até tivesse se culpado, sem saber que a relação estava condenada por causa dele. Em vez disso, você está aqui. Levou um pé na bunda, perdeu algumas aulas e conheceu o melhor monitor de economia da faculdade! Quem sabe, talvez, eu faça você se apaixonar por economia?"

4º lugar: Um Porto Seguro – Nicholas Sparks (skoob):
Livros do Nicholas Sparks precisam ser lidos por mim em tempos bem espaçados uns dos outros, não sei porquê. Simplesmente não consigo ler mais de um deles por vez, normalmente deixo pelo menos meio ano até ler outro (e é por isso que eles estão se acumulando lá em casa, já que sai muito mais do que um livro dele por semestre). As expectativas para esse eram altíssimas, e também foram superadas, apesar de eu não ter chorado lendo esse.
"Eram ideias irracionais e ilógicas, que iam contra tudo o que ela tinha prometido a si mesma quando se mudou para Southport. Mas Katie percebeu que queria que ele a conhecesse melhor. Ela queria que ele a entendesse, porque tinha a estranha sensação de que ele era o tipo de homem pelo qual ela poderia se apaixonar, mesmo que não quisesse."

3º lugar: Perdida – Carina Rissi (skoob):
Fazia muito tempo que eu queria ler Perdida, principalmente depois da Iza ter lido e gostado tanto dele, mas só fui conseguir ler agora em dezembro. As expectativas eram enormes, mas mesmo assim foram superadas. A história é linda demais, e eu me apaixonei pelos personagens (e adorei as menções à Jane Austen *--*).
“Você sempre foi muito cética, não é? Nunca acreditou em magia. Nem mesmo em conto de fadas ou Papai Noel. Sempre prática! Está na hora de começar a crer que existem mais coisas no universo além daquelas que os seus olhos podem ver. E finalmente começar a viver sua vida! Você sempre a deixou para depois, esperando que ela acontecesse, mas nunca fez nenhum esforço para isso.”

2º lugar: Em Chamas – Suzanne Collins (skoob | resenha):
Eu tinha desistido de ler o resto da série depois de ter me decepcionado com Jogos Vorazes, mas as notícias do filme me deixaram curiosa e, já que eu tinha o livro em casa, resolvi ler. Agradeci por ter feito isso, porque esse livro é demais. Terminei doida pelo terceiro livro, Em Chamas compensou tudo o que eu não tinha gostado de Jogos Vorazes.
“- Você devia me acordar - digo, pensando em como eu interrompia o sono dele duas ou três vezes numa noite ruim. (...)

- Não é necessário. Meus pesadelos normalmente têm a ver com perder você - diz ele. - Eu fico legal logo que percebo que você está aqui.”

1º lugar: Trono de Vidro – Sarah J. Maas (skoob | resenha):
Como eu disse na resenha, esse livro foi perfeição demais. Ainda não acredito que ele tenha sido tão bom, que eu tenha gostado tanto. Eu já conhecia ele antes de sair daqui e tinha vontade de ler, mas não esperava que fosse tão incrível, que me surpreendesse tanto. Ele tem alguma coisa que me lembra Vampire Academy, apesar de eu nunca ter conseguido descobrir o que, e é um livro que eu recomendo a todos sempre.
“- Por que nenhum de vocês está aqui?

- Guardas são inúteis em uma biblioteca.

Ora, como ele estava errado! Bibliotecas estavam cheias de ideias. Talvez as mais perigosas e poderosas armas.”

Então, esses foram os meus favoritos do ano, teve alguns outros que eu gostei bastante também, mas esses foram os escolhidos. Quando comecei a olhar os livros para fazer o top 10 no início de dezembro, fiquei assustada ao ver que quase não tinha livros favoritos nas minhas leituras do ano, cheguei a pensar em colocar só top 5, mas esse mês parece que eu peguei toda a sorte que não tinha tido durante o ano e li livros incríveis, metade desse top 10 é de livros lidos este mês. Espero que ano que vem eu consiga ler bem mais e diminuir a minha pilha bastante, apesar de não acreditar muito nisso. E vocês, quais foram os seus favoritos? Algum desses que eu falei?


Tecnologia do Blogger.