A Seleção – Kiera Cass:
Série: A Seleção #1
Editora: Seguinte
Número de páginas: 362
Classificação: 2/5

Resenha:
Me interessei por A Seleção desde que vi a capa pela primeira vez, é linda demais. Mesmo depois de ver algumas opiniões negativas sobre ele no Goodreads, eu continuava doida para ler, um livro com uma capa tão linda quanto essa não podia ser ruim (pode dizer o que for, mas as capas sempre vão me influenciar). A proposta do livro era boa, e as minhas expectativas altíssimas.

A Seleção é uma distopia, onde os Estados Unidos foram dominados e agora existe Illéa, uma monarquia dividida em castas. Cada casta corresponde ao tipo de trabalho que a pessoa tem que exercer, e as castas são determinadas por família. São oito castas e, quanto maior o número da sua, mais pobre você é.

A personagem principal, America Singer, faz parte da casta cinco, a casta dos artistas. A vida é complicada, mas nada comparada à vida de seu namorado secreto, Aspen, que faz parte da casta seis, e é muito pobre.

America já está com sua vida decidida, assim que Aspen pedi-la em casamento, ela irá aceitar e eles serão felizes para sempre. Mas ela não contava com a Seleção, um evento onde 35 garotas são escolhidas para morar no castelo e concorrer ao coração do príncipe e à coroa.

America não tem o menor interesse em participar, não quer se casar com o príncipe sem graça que nem uma namorada consegue arrumar por conta própria (pensamento dela). Porém, é meio que forçada a se inscrever pela mãe e por Aspen, que deseja um futuro melhor para ela. E o nome de America é selecionado.

A vida no castelo é bem diferente da que ela era acostumada, agora ela tem um quarto imenso só para ela, criadas que estão sempre à sua disposição, vestidos lindos, comida à vontade, mas ela não quer nada disso, ela só quer sua vida de volta.

America acaba gritando com o príncipe, o chamando de coisas horríveis, mas Maxon fica impressionado com sua sinceridade, e decide provar para ela que ele é muito diferente do que ela pensava. Propõe que ela o ajude a conviver com todas essas garotas, a descobrir quem será a melhor rainha. Em troca, ela poderá ficar no castelo e sua família continuará recebendo o dinheiro que as famílias das selecionadas recebem. A partir daí, eles formam uma amizade muito bonitinha, e é óbvio que ele se apaixona por ela.

Bom, eu terminei o livro totalmente frustrada, esperava bem mais dele. Eu simplesmente não sei dizer o que foi que me fez não gostar, porque eu adorei a America, gostei bastante do príncipe Maxon, gostei do Aspen, gostei da proposta da história que a autora criou, mas faltou alguma coisa para me fazer gostar do conjunto em si. Vi muitas pessoas falando que o segundo livro é bem melhor, o que me fez ter um pouco de vontade de lê-lo, mas isso não vai acontecer tão cedo.

Série:
1. A Seleção
2. A Elite
3. A Escolha.


Tecnologia do Blogger.