Liberte meu Coração, escrito pela Princesa da Genovia Mia Thermopolis, e com a ajuda de Meg Cabot:
Editora: Galera
Número de páginas: 404
Classificação: 5/5

Resenha:
Eu preciso começar essa resenha dizendo que eu consigo ver perfeitamente a Mia escrevendo esse livro, é a cara dela. E, outra coisa: eu tinha esquecido como os livros da Meg são perfeitos *--*.

O livro é escrito pela princesa Mia, de O Diário da Princesa, e é uma história que se passa na Inglaterra no século XIII. Finulla é a caçula de uma família de sete filhos, sendo só o mais velho um homem, que toma conta das irmãs depois da morte dos pais.

Finulla é diferente. Enquanto todas as garotas só pensam em vestidos, joias, e em seus casamentos, Finn passa a maior parte do tempo caçando com seu arco e flecha, e não está com nem um pouco de vontade de se casar. Seu arco e flecha, somando com suas roupas "diferentes" (ela usa calças, e não vestidos), atrai muitos comentários maldosos por aí. Porém, todos a conhecem por sua excelente pontaria e por distribuir sua caça às pessoas necessitadas, que são muitas, devido aos altos impostos cobrados por Laroche.

Mellana descobre que está grávida, e gastou todo o seu dote em coisas desnecessárias. Desesperada, ela pede ajuda a Finulla, sua irmã, para conseguir dinheiro. A ideia de Mellana é sequestrar um homem rico e pedir resgate por ele, e Finn, em um momento de fraqueza, acaba concordando em fazer isso.

O que o conde Hugo Fitzstephen menos esperava em sua volta para casa após dez anos longe era ser sequestrado, e muito menos ter uma sequestradora tão linda. Mente para ela sobre sua identidade, pois fica encantado com sua beleza.

Bom, que eles acabam se apaixonando é óbvio, não é nenhum spoiler, está até na sinopse. A questão é como, e é uma linda história, e desenrola de uma maneira super natural, nem um pouco forçada.

Nem preciso dizer o quanto eu amei o livro, né? Afinal, é da Meg, não tinha como esperar outra coisa rs. Eu adorei a Finulla, ela não é do tipo mocinha, de jeito nenhum. Ela é forte, independente, e luta pelo que quer. O conde Hugo é apaixonante, rs sério, tipo, um homem que cumpre sua palavra, e que tem horas que ele aparece e fala umas coisas tão lindas, que é impossível não se apaixonar.

Muitos outros personagens são dignos de citar, mas como os dois são os principais, eu vou falar só deles. Eu só posso dizer: leiam o livro, vocês não vão se arrepender. A capa do livro é perfeita, a diagramação é ótima, eu não lembro de erros de digitação, a fonte da letra é linda, e tudo isso junto faz o livro ficar muito lindo *----*.


Tecnologia do Blogger.