Once a Witch - Carolyn MacCullough:
Série: Witch #1
Classificação: 3/5
Onde comprar: Book Depository, Amazon

Resenha:
Eu estava com muita vontade de ler esse livro desde que a Iza falou sobre ele em um post aqui no blog. A capa é perfeita, e foi o grande motivo pra eu ler (esse e o fato de estar escrito Witch no título, amo livros de bruxos rs).

Eu não tinha ideia sobre o que falava o livro (tirando o fato de ser de bruxos, óbvio), e eu adorei. Não chegou nem de perto nos meus favoritos, mas é muito fofo.

Tamsin é uma menina que vem de uma família de bruxos, mas, apesar de ter nascido na noite de Samhain, e sua avó ter dito que ela ia ser uma das bruxas mais poderosas da família, ela nunca deu o menor sinal de magia.

Se sente excluída, uma decepção para todos, e principalmente da maravilhosa Rowena (eu juro que toda vez que eu lia Rowena eu tentava não pensar na Rowena Ravenclaw, mas foi difícil), sua irmã mais velha linda e poderosa que estava se preparando para ser a líder da família, depois que sua avó não tiver mais condições de liderar.

A história começa com a Tamsin trabalhando na livraria da avó, quando um cara lindo entra, a confunde com Rowena, e pede ajuda para achar um antigo relógio de família, que estava perdido a muito tempo. Sem coragem de confessar que ela não era Rowena e que não poderia ajudá-lo, ela promete ajudá-lo.

No caminho para casa, ela esbarra em alguém, mas está escuro e ela não descobre quem é, só sabe que é um parente indo para a festa de noivado de Rowena. Quando eles chegam na casa, e ela descobre que é Gabriel, seu melhor amigo de infância, que tinha ido embora e ela nunca mais tinha falado com ele. Ela não pode deixar de notar em como ele está bonito. Descobre que agora ele está morando em Nova York, onde ela estuda.

Acaba o feriado e ela volta a escola, onde divide o dormitório com sua amiga Agatha. Encontra o professor Alistair, que tinha pedido para ela encontrar o relógio, e pede mais detalhes a ele.

Uma noite, quando está no dormitório, Gabriel aparece e a convida para um show que sua banda vai dar, e ela e Agatha dizem que vão. Além disso, Tamsin pede ajuda a ele com o relógio, pois encontrar coisas é o Talento de Gabriel (é tipo o poder dele). Ele promete ajudá-la.

Tamsin sai um dia com Rowena para ajudá-la a escolher seu vestido de noiva, e depois elas vão tomar um café, onde encontram o professor Alistair. A partir daí a história começa a ficar interessante, ela começa a passar mais tempo com Gabriel, sua irmã começa a ficar estranha e ela começa a descobrir algumas coisas sobre sua família.

A história é ótima, a Tamsin é super legal, e, apesar se ser um pouco burra, ela é muito corajosa. Eu adorei a Rowena, sério, não sei porque. O Gabriel é a coisa mais fofa que existe, e, mesmo que você não goste da história, vale a pena ler só por ele. O Alistair é bem misterioso, eu juro que eu demorei para descobrir qual era a dele rs. A família da Tamsin é super legal e diferente, bem unida. E por último a Agatha, ela não aparece muito, mas da pra ver que é uma grande amiga, que se preocupa sempre.

Eu adorei o livro, mas não está nos meus preferidos. Pode ser porque eu estou meio cansada de livros sobrenaturais, mas o livro não me prendeu muito (apesar de eu ter lido ele direto, a noite toda, mas enfim).

Série:
1. Once a Witch
2. Always a Witch.


Tecnologia do Blogger.