Oii gente, desculpa a falta de posts meus, ainda bem que a Iza continua postando... rsrs Bom, terça eu cheguei em casa tarde ai nem deu tempo de postar nada, e ontem eu fui arrancar meus cisos, ai além de tar doendo tudo e eu estar parecendo o Harry, quando a Hermione lança um feitiço na cara dele pra ele não ser reconhecido em Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 1, tirando o olho roxo, pq a cirurgia foi no dente, não no olho, eu tinha que deixar a cara pra cima e com gelo, ou seja, não dava nem pra mexer no pc, nem ler... :/ Entãao, como eu sou inteligente, eu passei o dia todo vendo Vampire Diaries (a Iza me emprestou a primeira temporada, e eu to gostando muito *---*). 

Mas enfim, ninguém quer saber da minha vida, então eu vou parar de enrolar e falar sobre o evento que vai ter aqui em Brasília, que vai ser do livro Manual do Novato 101, da série House Of Night, tipo o livro dos Contos de Beedle, o Bardo, em Harry Potter...

Enfim, aqui em Brasília vai ser no dia 30 de Abril, às 14 horas, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, e eu vou *----* 
No evento vai ter brindes exclusivos da série (que eu quero muuito ganhar), e essa é uma foto que foi divulgada no twitter da Novo Século.
Geente, eu to devendo pra vocês o sorteio do kit de Chama Negra, e eu não esqueci, ok? rsrs é que ta muito corrido aqui, mas logo logo eu posto...


Ontem foi divulgada a capa de um livro que eu quero muito ler, Radiance, ou como o nome aqui no Brasil: Radiante, que é um spin-off da série Os Imortais, escrito pela autora Alyson Noël. O livro faz parte da série Riley Bloom e vai ser publicado pela editora Intrínseca.

Radiante (Radiance) - Alyson Noël
Editora: Intrínseca
Sinopse: Riley deixou sua irmã Ever no mundo dos vivos, e cruzou a ponte para o mundo da pós-vida – um lugar chamado Aqui, aonde o tempo é sempre Agora. Riley e seu cachorro, Buttercup, reuniram-se aos seus pais e estabeleceram uma morte relaxante e agradável até serem convocados pelo Conselho. Eles lhes contam um segredo – a pós-vida não é simplesmente uma eterna vida de lazer, Riley tem que trabalhar. Foi-lhe designado um trabalho, Coletora de Almas, e um professor, Bochi, um menino curioso que ela não consegue entender muito bem.



Outro livro que teve divulgada sua capa essa semana, foi o livro Happy Hour dos Malditos, do autor Mark Henry. O lançamento está previsto ainda pra esse semestre, pela editora Underworld, e mesmo não tendo ouvido falar dele antes, me deu uma vontadezinha de comprar *-*


Happy Hour dos Malditos - Mark Henry
Editora: Underworld
Sinopse: Seattle. Em um minuto você está bebendo seu vanilla breve, e no outro, algum cara velho assustador está fungando no seu cangote, e transformando-te em um zumbi. E isso é só o início. Agora, a recém falecida Amanda Feral está tentando abrir espaço na badalada vida noturna dos mortos-vivos de Seattle com estilo (maquiagem disfarça – defunto, stilettos de 10 centímetros, e bolsas Balenciaga compradas em promoção) enquanto tenta controlar sua fome por carne humana (Não julgue! E não, não tem gosto de frango) e decentes vodkatinis. Percorrer  seu caminho em um mundo perigoso cheios de vampiros, demônios com tesão e com chifres, lobisomens, celebridades sem mencionar um bartender hiper-hot chamado Ricardo, não é fácil. E no momento que a amiga de Amanda desaparece após ter enviado uma mensagem de texto em seu celular com a palavra “Socorro” (Os mortos-vivos são tão dramáticos!) ela percebe que o pós-vida está para ficar realmente feio. Algo sinistro está acontecendo. Alguém ou algo está com a intenção de tornar o mundo dos mortos-vivos de Seattle em um lugar de verdadeiro terror. E dessa vez, Amanda terá que enfrentar algo pior do que a própria morte…


Strange Angels - Lili St. Crow
Título original: Strange Angels
Série: Strange Angels #1
Editora: Novo Século
Número de páginas: 293
Classificação: 3/5
Onde Comprar: Saraiva e Livraria Cultura

Resenha:
"Não contei ao meu pai sobre a coruja branca da vovó. Sei que deveria."

Dru Anderson desde pequena aprendeu a se defender, sua mãe morreu há muito tempo e ela foi criada por uma avó que sabia fazer simpatias, e por um pai que caçava coisas que aterrorizam as pessoas à noite. Para conseguir sobreviver no mundo real, ela foi ensinada a se proteger e definitivamente sabe usar uma arma. Após a morte de sua avó, ela começou a mudar de cidade em cidade com seu pai, e às vezes via a coruja branca, que só aparecia quando algo muito interessante ou muito ruim estava para acontecer.

"Na noite em que vovó morreu, a coruja tinha pousado na minha janela."

Até que durante uma dessas mudanças, seu pai resolveu sair à noite sozinho, o que era muito estranho, porque ele sempre pedia sua ajuda, e isso só podia significar que era algo muito sério. Dru espera o pai voltar durante algum tempo, até que um zumbi arromba a porta da cozinha e ela não têm outra opção senão matá-lo. E é a partir daí que história começa a ficar emocionante. Ela conhece Graves, um garoto meio emo, mas que a ajuda em tudo. E com o passar do livro eles se tornam amigos.

"- Dru? - ele sussurrou, enfim.
- O quê? - fiz força para me erguer. Cansada. Preciso levantar e consertar a porta dos fundos. Daí eu preciso pensar em alguma coisa. Alguma coisa que eu preciso fazer. Não conseguia me lembrar.
- Cê tá pelada? - os olhos fecharam pesados de novo, e ele fez um sonzinho apertado que parecia uma fungada. Ah, pelo amor de Deus. Mas ele caiu no sono antes que eu conseguisse reunir forças para ficar furiosa."

Coisas estão atrás de Dru, coisas que ela nem consegue imaginar e nem sabe o porquê. Sua família esconde um grande segredo e ela precisa de toda a ajuda para continuar viva. E essa ajuda pode vir na forma de Christopher, o lindo e misterioso Christopher. Será que é certo acreditar nele? Ou será que confiar nele só irá trazer mais problemas pra vida já complicada de Dru?

Eu gostei muito desse livro, tem uma história muito legal e divertida, tanto o Graves, quanto o Christopher, me conquistaram definitivamente, e não pensem que por eu gostar do Christopher isso significa que ele é bom ou não, eu adoro vilões também (é eu sei, mas fazer o que?). O que me incomodou um pouco no livro, foi a Dru falando de dois em dois segundos, que ela só tinha 16 anos e que um adulto que devia cuidar dessas coisas. Tudo bem que ela está sozinha e que perder o pai é uma coisa muito difícil, mas ela age como se nunca tivesse sido criada pra saber o que fazer em situações extremas (no sentido de ficar reclamando e reclamando e reclamando) e isso me irritava. Tirando isso, a Dru é uma personagem determinada e que deve crescer a partir dos livros.

Recomendo muito, tem ação, mistério, diversão, todas aquelas coisas que você deseja encontrar em um livro. Eu normalmente não reclamo muito da edição ou da tradução, mas nesse livro, eu acho que a tradução deixou muito a desejar, isso porque algumas partes, pra mim pelo menos, ficaram bem confusas. Também são usadas gírias brasileiras, não que isso seja algo ruim, mas como não existe nenhum personagem brasileiro nesse livro, fica sem sentido. Porém, a história flui de um jeito muito legal, e você não consegue parar de ler.

O segundo livro vai ser lançado aqui no Brasil ainda esse mês com o título Traições, também pela editora Novo Século. E o quinto livro vai ser lançado dia 1 de novembro lá nos EUA.



Tecnologia do Blogger.